https://www.poetris.com/
 
 
Tags:  libertar    viver.  
 
Eclode no raso do peito
o grito quase sufocado,
revira e desfaz se no leito
o corpo nu e suado

São noites iluminadas lá fora
em que a escuridão desperta de dentro,
lamentos d’alma que chora
à espera de alg’ungüento

E explode para se libertar,
alcançar as estrelas longínquas,
sentindo o pensamento vagar
e quase morrendo às mínguas

Ouvindo o ecoar da loucura
arrisca a se envolver,
domina a mente e se cura,
aprende a simplesmente viver

honey.int.sp

 
Autor
Issor_honey
 
Texto
Data
Leituras
682
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/11/2012 21:39  Atualizado: 22/11/2012 21:39
 Re: Sufoco
Apreciei com gosto o seu poema.
Abraço de luz.