https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

desligada mente que por ti se quer in sana ou cantar de amigo de mente e marinha que se esperta

 


nas rebentações espumosas
das ondas da minha mente
e com sinapses que me perpassam por ti
nos encadeamos na ideia aparente
do sentimento que nos iluminou
e um demónio apagou descontente
num instante
numa lua distraído
escura de maré vazante

mas é agora
e tenho esperança
que a vaga de uma enchente
de um anjo de luz
(ó alma gentil e nua)
preencha abstraído
nos ligue num mar sem fim
desta vida inconsciente
que me seduz
e que tive neste corpo
fora de mim
assim presente
e não só mente

oh sim
e nos digamos no olhar
e nas mãos que enlaçamos
como um beijo sabe a mar


 
Autor
uersus
Autor
 
Texto
Data
Leituras
760
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
8 pontos
0
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.