https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Lentidão

 
Já não me traz mais contentamento
Os velhos versos que um dia escrevi
Quando eu estava num confinamento
Entre muros que eu mesmo construí.

Também já não caminho contra o vento
Não bebo mais do vinho que um dia bebi
Hoje trago um caminhar muito mais lento
Do tanto que nesta jornada da vida eu corri.

No momento ando a priorizar cada dia por vez
Sabendo que a hora é neste instante-agora-já
Aproveitando e saboreando o ano mês a mês.

Veja se percebe alguma mudança na minha tez.
Veja se percebe como venta o vento do lado de cá,
Como estou mais manso , mais sábio e mais cortês.



Gyl Ferrys

 
Autor
Gyl
Autor
 
Texto
Data
Leituras
882
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
28 pontos
14
3
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 24/02/2015 00:11  Atualizado: 24/02/2015 00:11
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16132
 Re: Lentidão
Parabéns Gyl
Muito bom! Adorei a leitura!
Beijos!
Janna


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 24/02/2015 00:16  Atualizado: 24/02/2015 00:16
 Re: Lentidão
Olá Gyl,
É perceptível a mudança na tez
Há um vendaval de mudanças...
Mais manso? não sei dizer
mas que há, há...
Bom de ler, bom pra refletir...
Aplausos Gyl


Enviado por Tópico
Semente
Publicado: 24/02/2015 02:56  Atualizado: 24/02/2015 02:56
Colaborador
Usuário desde: 29/08/2009
Localidade: Ribeirão Preto SP Brasil
Mensagens: 8696
 Re: Lentidão
Soneto que levita ante meus olhos, tamanha a leveza de palavras , voo bailarino.
Há uma fluidez robusta, que denuncia a sensibilidade desse poeta que admiro. Bravos, Gyl, dos mais bonitos, da sua obra.

Beijinhos de fã !!


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 24/02/2015 03:53  Atualizado: 24/02/2015 03:53
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: Lentidão
o vento também sabe ser sedutor e leve
como se o calendário fosse de nuvens...
beijos sempre cruzeirenses!




Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 24/02/2015 12:30  Atualizado: 24/02/2015 12:30
 Re: Lentidão
Caro Gyl!

Um poema que revela a sabedoria que deve-se adquirir / construir com o passar do tempo... o passado é o curso que forma os iluminados de sentimentos/pensamentos nessa transformação... o futuro não existe , é um "não ainda" , mas o presente, como bem desvelas, é a testemunha principal ou fundamental que mais se aproxima do real que se pretende conhecer/ viver/ construir na veloz caminhada nesta experiência/ jornada - vida - que o devir nos apresenta a cada instante/momento... gotículas da eternidade.

Meus parabéns... sempre! Grata pela excelente partilha!

Um abraço forte, de amizade sincera.


Alice


- grata pelo apoio.


Enviado por Tópico
MaryFioratti
Publicado: 24/02/2015 17:15  Atualizado: 24/02/2015 17:15
Colaborador
Usuário desde: 09/02/2014
Localidade:
Mensagens: 2380
 Re: Lentidão
Mudamos a cada dia, nao eh mesmo Gyl?
E essa mudanca nos vem trazer aquela tranquilidade
tao sonhada, e a maior: de ser ...

Beijao!

*Mary Fioratti*