https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Perfeição de Um Tempo

 
Dia estranho em que a essência é saudade
Quando respiro a invasão de uma lembrança
Pelo pensamento que me rompe a realidade
Cessando as horas que no tempo sou criança

Desejos bem vivos estampados na pouca idade
Em face do olhar que o riso imprimia confiança
Ao futuro que ainda distante a alma não brade
Pelo mundo que pulsa um coração em liberdade

Vazios preenchidos em consistência e duração
Em conteúdo que o lapidar coloria o momento
Da época que o retrato era a pureza da paixão

Com a inocência da imagem que por excitação
Desconhecia a dor pelo segredo do sentimento
Em percepção aos sentidos que viver era perfeição


Murilo Celani Servo

 
Autor
murilocs
Autor
 
Texto
Data
Leituras
239
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.