https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

ERRO MEU

 
Tags:  SONETOS 2016  
 
ERRO MEU

Não foram as sabidas alegrias
Aquelas que me têm entorpecido.
Ao contrário, não vem senão d'olvido
Essa paz que senti faz alguns dias.

Não qu'inda me arvorasse estripulias
Em nosso teatro já d'um tempo ido...
Apenas constatei, por atrevido,
Um sopro de esperanças bem tardias

Concedo até que pela minha idade
Tal paz um interlúdio pareceu
Entre cenas de extrema intensidade.

No palco, a personagem se perdeu,
Restando qu'eu dissesse de verdade
-- "Desculpa te querer bem... Erro meu!"

Betim - 20 03 2016




Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
212
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
14 pontos
2
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 21/03/2016 12:07  Atualizado: 21/03/2016 12:07
 Re: ERRO MEU
Se todos os erros fossem o "querer bem" os bons sentimentos fluiriam melhor...

Pode até ter sido um erro Ricardo, mas no poema você acertou mais uma vez!

Muito bom!

Um abraço,

Anggela