https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Eis que se abriu uma janela

 
O sorriso que ontem vi
Entrou e correu por mim
Cândido, claro, enfim...
Vivo e criança assim,
Seguro e mulher no fim.

Não me cansei de olhar,
Ainda o fiz por um bocado,
Com intenção de folhear
Um livro semi-aberto
Entre o dormir e o acordar.

O sorriso que ontem vi
Mostrou muito de ti
E disse-me mais do que já li.

Esse sorriso de menina,
Que um dia vais dar a alguém,
Vi-o, para meu contentamento, ontem.

Valdevinoxis


Nas troikas não há camaradas e da camaradagem não nascem troikas.


 
Autor
Valdevinoxis
 
Texto
Data
Leituras
598
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Paloma Stella
Publicado: 16/01/2007 08:50  Atualizado: 16/01/2007 08:50
Colaborador
Usuário desde: 23/07/2006
Localidade: Barueri - SP
Mensagens: 3514
 Re: Eis que se abriu uma janela
Se abre a janela... se enxerga as realidades...

Adoro o modo com que retratas a vida..

Figuras belas... descritas perfeitamente bem.


Beijinhos