https://www.poetris.com/
Poemas : 

Úmida Caverna

 
Em teu colo curvilíneo me deito
Repousando na pureza da neve
Eu percebo palpitando o teu peito
Os teus seios me roçando de leve

Num momento que passa muito breve
Reparo que tudo é mais que perfeito
No mundo que meu desejo descreve
Quando estou liberto pelo teu leito.

Instante que o níveo corpo desbravo
Buscando pelo beijo e teu sabor
Como fosse teu servo, teu escravo

Na hora crucial do fazer amor
Galgo o Himalaia da tua perna.
Cume descoberto. Úmida caverna.

 
Autor
Gyl
Autor
 
Texto
Data
Leituras
136
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
36 pontos
14
3
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Absalao
Publicado: 28/06/2017 19:02  Atualizado: 28/06/2017 19:02
Da casa!
Usuário desde: 03/08/2013
Localidade: Moçambique, Maputo, Manhiça
Mensagens: 311
 Re: Úmida Caverna
Hummmmm!!!

Belo poema!!
Gostei!!

"Húmida caverna "


Enviado por Tópico
Rogério Beça
Publicado: 28/06/2017 20:29  Atualizado: 28/06/2017 20:29
Colaborador
Usuário desde: 06/11/2007
Localidade:
Mensagens: 1324
Online!
 Re: Úmida Caverna
Ordinário! Ou será extraordinário?
Estou mesmo indeciso.
Na forma parece um soneto. Género que dominas muito bem.
Sem nunca ser explícito, merecia a designação de maiores de 18.
Está demasiado na fronteira.
Só um mentecapto não o leria... rs

Bom.

Abraço irmão


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 28/06/2017 22:32  Atualizado: 28/06/2017 22:32
 Re: Úmida Caverna
Lindo e sensual, sem perder a elegância.

muito bom! Bjs


Enviado por Tópico
Semente
Publicado: 29/06/2017 00:32  Atualizado: 29/06/2017 00:32
Colaborador
Usuário desde: 29/08/2009
Localidade: Ribeirão Preto SP Brasil
Mensagens: 8518
 Re: Úmida Caverna/ PARA GYL
Uma poesia excitante, sem ser vulgar, que me leva pelas asas da imaginação... Adoro a mistura desses dois ingredientes - sensualidade e sedução que você colocou tão bem em seu soneto...Hummmmm...Um primor!

Beijinhos Gyl

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 29/06/2017 02:09  Atualizado: 29/06/2017 02:09
 Re: Úmida Caverna
chegaste ao cume, sim. Decassílabos, enfim. Bem conseguido. Vou te dar um descanso antes de falar em tônicas :)

bom soneto, boa inspiração na amada


Enviado por Tópico
atizviegas68
Publicado: 30/06/2017 11:22  Atualizado: 30/06/2017 11:44
Colaborador
Usuário desde: 09/08/2014
Localidade: Açores
Mensagens: 1157
 Re: Úmida Caverna
Sensualidade com altura de montanha.
Grande escalada no íntimo!
Um abraço oceânico

Enviado por Tópico
atizviegas68
Publicado: 30/06/2017 11:26  Atualizado: 30/06/2017 11:26
Colaborador
Usuário desde: 09/08/2014
Localidade: Açores
Mensagens: 1157
 Re: Úmida Caverna
Sensualidade com altura de montanha.
Grande escalada ao íntimo!
Um abraço oceânico

Enviado por Tópico
Nininha
Publicado: 30/06/2017 23:31  Atualizado: 30/06/2017 23:31
Colaborador
Usuário desde: 14/04/2016
Localidade:
Mensagens: 1680
 Re: Úmida Caverna P/ Gyl
Olá Gyl;

Perante a nívea calma dos teus versos percorri o caminho até à húmida caverna e adorei! Desde a pureza até efetividade carnal...Sensualidade qb, sem chegar a ser demasiado objetivo. Gostei imenso!
Muito obrigada pela partilha deliciosa!
Beijos mil Gyl

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 03/07/2017 15:32  Atualizado: 03/07/2017 15:32
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 27424
 Re: Úmida Caverna
Um poema onde o desejo grtira as delicias das essências, belo

Enviado por Tópico
Jorge-Santos
Publicado: 13/08/2017 19:47  Atualizado: 13/08/2017 19:51
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Setúbal, Azeitão Portugal
Mensagens: 678
 Re: Húmida Caverna
E tu,
com os dedos presos na relva húmida, vês
o teu vestido voar, como um guardanapo,
por entre as nuvens brancas de uma tarde
de inverno.

Nuno Júdice,