https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Tristeza : 

Desalento

 
Enquanto tentamos apenas
Ficar em pé.
As pessoas ousam, a esmo,
Se equilibrar.
Seremos os únicos a abrir
Nossos olhos?
Somos pequenos frutos
Da geração perdida.
Iremos falar algo que
Não nos disseram?
Pododeríanos seguir por aqui
Até o túmulo?
Estou desistindo de tentar
Entender tudo.
Deixemos que nos matem
Agora mesmo.
Iremos cair e acabar do
Mesmo jeito.
Seremos aqueles que deixaram
De tentar.
As pessoas que não sentem
Não podem entender.
Vamos nos arrastar pela
nossa vida.
De que adianta viver estes
Dias tolos?
As pessoas que vivem
Irão nos julgar.
Mas elas não entendem que não
Achamos lugar.
Se fossemos desenhar agora,
Não sairia nada.
Estamos a poucos metros
De acabar tudo.
Estamos desistindo desta
Nossa existência.
Peço desculpas se não fizemos
Algo útil.
Peço desculpas por sermos
Este desperdício.
Até porque ser inútil em tudo
É nossa dádiva.
Sempre estivemos morrendo
Aos poucos.
Nunca iremos aprender
A viver.
Vou acabar com esta grande
Idiotice.
Nunca iremos marcar nosso nome
Na historia.
Nunca iremos..
Nunca iremos..
Este é o trite destino que
Nos espera.


Rafael Carneiro


Nota
Já fiz e refiz esta nota mil vezes! Não sou muito bom com descrições...
Espero que apreciem o poema!
 
Autor
Rafaelcarma
 
Texto
Data
Leituras
389
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.