https://www.poetris.com/
Poemas : 

Prelúdio

 
Prelúdio dos beijos não dados e tantos.
Amantes a bordo de uma cama espacial.
O ar enriquecido pelos perfumes santos,
Fragrâncias que denunciam o ato sexual.

É um roçar de pêlos, membros e pernas;
Estalos de línguas, afagos, dos dedos
Entrecruzados, penetrando cavernas
Que escondem os mais deliciosos segredos.

São lábios rosados, molhados, se fundindo;
Olhos fechados embalados pelos gemidos
De uma semi-deusa que na cama flutua
Matando um homem com a feminilidade nua.

É um vai-e -vem sacana e muito gostoso
Iguais aos amantes em núpcias primícias
Num jogo novo, ardente e mui libidinoso
Que ouso chamar apenas de... Delícias!


 
Autor
Gyl
Autor
 
Texto
Data
Leituras
98
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
8 pontos
6
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 12/09/2017 01:43  Atualizado: 12/09/2017 01:43
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 14368
 Re: Prelúdio
Gyl
Quanta sensualidade! Amei!
Beijos!
Janna




Enviado por Tópico
Semente
Publicado: 12/09/2017 22:22  Atualizado: 12/09/2017 22:22
Colaborador
Usuário desde: 29/08/2009
Localidade: Ribeirão Preto SP Brasil
Mensagens: 8629
 Re: Prelúdio/ para Gyl
Sensual as imagens oferecidas pelas palavras, que me trazem de volta também, o romantismo perdido nos poemas de hoje em dia.
Parabéns Gyl querido pela Delícia de poema que nos oferece. Amei esse fogo da paixão!
Bjosss