https://www.poetris.com/
Poemas : 

Mãe, fonte de afetos inesgotáveis

 
Open in new window
Não sou mulher
Nem podia escolher
Ser mãe de Cristo,
Abençoado espírito

Mãe, fonte de afetos,
No seu ventre carrega fetos
Que em homens se tornam
E pra o mal se encaminham

Fazem verter tantas lágrimas
Deixam correr muitas lástimas,
Mãe com seus afetos inesgotáveis
Inda lhes doa carinhos afáveis

Mãe não conhece rancor
Nem muda de cor
Quando a dor lhe dilacera a alma,
Ama e não se apaga a chama

Mantém acesa em seu coração
E vai distribuindo paixões
Repleto de afetos
Que não precisam de acertos

Adelino Gomes-nhaca



Adelino Gomes

 
Autor
Upanhaca
Autor
 
Texto
Data
Leituras
120
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
14 pontos
2
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 12/09/2017 23:29  Atualizado: 12/09/2017 23:29
Membro de honra
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 12489
 Re: Mãe, fonte de afetos inesgotáveis
Belíssimo poema em homenagem àquelas que merecem todos os elogios e poemas do mundo. Obrigado, poeta!