Poemas : 

ROSTO DE RESTO (ou Resto de Rosto)

 
Tags:  musa    rosto    perto    fechou  
 
Espelho não reflete o rosto,
imagem só me faz sem cor,
não sei reconstruir o resto,
um misto de abandono e dor.

O ego não festeja a musa,
a vida, a mim, sequer mostrou,
perplexão já se tornou confusa,
a sombra, o seu lugar, tomou.

Percebo a voz surgir bem perto,
seu tom abranda e diz: não sou,
bem-vindo ser, mas não a céu aberto,
o vão da porta, enfim, fechou.


Roberto Armorizzi

Poema do ser e não-ser.
 
Autor
RobertoEstevesdaFons
 
Texto
Data
Leituras
698
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.