https://www.poetris.com/
 
Acrósticos : 

Meu Destino

 
Tags:  tempo    verdade    destino    horas    senhora    reservas  
 


Destino, não sou tua senhora,
não mando no que me reservas,
nem comando as tuas ações.
Não comando as minhas horas,
não domino o meu tempo,
nem conheço toda a verdade.

Observo.
Aproveito as oportunidades.

Mas eu esforço é inútil!
Serei diva, mito, deusa ou musa?
Não... sou apenas uma mulher, sou terrena.

Este é o meu veredito.
Que executem a minha sentença,
e que tirem as suas conclusões,
pois tudo é vapor, e não passa de um sopro.

Transitório.
Ilusões.

Destino, de nada sou senhora,
nem do meu próprio coração.
Me declaro culpada,
manipulo emoções.


Cláudia Banegas

 
Autor
Cláudia Banegas
 
Texto
Data
Leituras
596
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.