https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

bebe-me: bebe-me hoje a lua com as rosas que estiveram azuis nos teus olhos

 
.
Eu
trocava sempre
o
incêndio
dos
olmos sentados
quando
te
beijava.
E
às vezes
era só
apertares a lua:
a lua e os rios franceses que fazíamos um para
o outro no fumo fixado pelas
aves, Meu
amor


Eugénio Trigo

 
Autor
TRIGO
Autor
 
Texto
Data
Leituras
318
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
9 pontos
3
3
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
TRIGO
Publicado: 26/08/2018 15:35  Atualizado: 26/08/2018 15:37
Colaborador
Usuário desde: 26/01/2009
Localidade: Cabeça-Boa - Torre de Moncorvo
Mensagens: 2301
 Re: bebe-me: bebe-me hoje a lua com as rosas que estivera...
.
.

Sempre alguém perto de nós desce.

E tudo parece

chegar no vôo ávido dos teus seios.




https://www.wook.pt/autor/eugenio-trigo/2027841



Enviado por Tópico
Luizfeliperezende
Publicado: 27/08/2018 22:00  Atualizado: 27/08/2018 22:00
Super Participativo
Usuário desde: 04/11/2017
Localidade:
Mensagens: 178
 Re: bebe-me: bebe-me hoje a lua com as rosas que estivera...
Gostei do poema, do belo título, das imagens,
e do ritmo. Gostei da diversificação. É diferente do que tem sido
publicado ultimamente neste site.
Parabéns!