https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

só por uma vez diz-me como a névoa se solta à noite desta queda escrita nos lutos

 
.
Se
eu
hoje te visse
talvez
chamasse o mar,
com um enxame em forma de lâmpada.
Talvez. E
longe lesse ainda
esta armadura. Esta armadura de cor para o lento pano das veias que vejo
chegar, Meu
amor




Eugénio Trigo

 
Autor
TRIGO
Autor
 
Texto
Data
Leituras
393
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
1
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
TRIGO
Publicado: 11/04/2020 17:22  Atualizado: 11/04/2020 17:28
Colaborador
Usuário desde: 26/01/2009
Localidade: Cabeça-Boa - Torre de Moncorvo
Mensagens: 2309
 Re: só por uma vez diz-me como a névoa se solta à noite d...
.
.


um dia hei-de caber com o sol dentro da lua

para que depois

fujas nos eléctricos de pano que tenho a voar


[/b][/size]

Eugénio Trigo

https://www.wook.pt/autor/eugenio-trigo/2027841