https://www.poetris.com/
Poemas : 

O Gato

 
No aniversário de 30 anos, ganhei de presente um gato angorá. Dei o nome de César, em homenagem a um amigo muito querido. Esse gato, o Cesar era esperto e manhoso. Dormia no meu quarto,
acompanhando-me nas mudanças de humor.

Tornou-se meu companheiro de leitura. Assistia comigo, aos filmes de Almodovar, Fellini e Godart.

Cansado de passar o final de semana no apartamento, chamei o César para irmos ao parque. Repeti várias vezes seu nome e nenhum miado ouvi miado como resposta.

Perguntei aos vizinhos sobre seu paradeiro e nada.

Ele ganhou às ruas, cansou da minha companhia. Náo encontrava mais graca em se esconder entre as estantes e se se deitar sobre os poemas no chão, inspirados nos pensamentos desfiados como fios de lã.



O amor movimenta-se. Poemas em ondas escrevem nas águas.

 
Autor
RaipoetaLonato2010
 
Texto
Data
Leituras
62
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.