https://www.poetris.com/
Poemas -> Dedicatória : 

Ontem, hoje e amanhã

 
(O)ntem, hoje e amanhã

(V)erdade que não sei como começou
(E)u que me achava imune a esses impropérios
(R)eviro-me agora todo porque de ti longe estou
(D)este-me luz, "prendeste-me" com teus mistérios
(A)inda que isso não te tenha bastado
(D)este-me vento e alegria
(E) assim me deixaste enfeitiçado
(I)nteligente, indomável, és tudo o que eu queria
(R)ouba-me o coração, oh seu criminoso!
(O)fusca-me de sol, derrete meu coração geloso

(S)em explicação
(Á)s vezes ainda deixo escapar a quimera
(B)ato na alma e no coração
(I)magino-te desse lado da "ilusão"
(O)utono não, és primavera


Mesmo sendo eu um vagabundo...
por um belo sorriso vou até ao fim do mundo!

Eduardo Fontes©

 
Autor
EduardoFontes
 
Texto
Data
Leituras
37
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.