https://www.poetris.com/
Poemas -> Sombrios : 

...chamar-se mulher

 
Tags:  vida    poesia    sombrio  
 
deixara de ter corpo quando do
corpo desaprendera as horas,
os dias,
os segundos perdidos a querer
mais tempo para fazer parar o tempo,...

e com as razões alusivas ao medo,
ao sentir-se só quando da alegria
não restava mais que um choro,
sufocado,
escrevia loucuras na bruma,
nos passeios sem destino,
a ladear a loucura,
e com o abstrato pela mão,...

tudo isto era chamar-se mulher,
e não ter sobrenome fixo por
mais que uma ânsia
de carinho

 
Autor
pleonasmo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
97
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
2
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Violante
Publicado: 10/11/2019 18:24  Atualizado: 10/11/2019 18:24
Super Participativo
Usuário desde: 10/09/2019
Localidade: Campinas, Brasil
Mensagens: 127
 Re: ...chamar-se mulher
Bom dia Poeta

Gostei de ler seu poema. Revelador.
Grata pela partilha.

Carpe diem