https://www.poetris.com/
Sonetos : 

MEANDROS

 
Tags:  SONETOS 2020  
 
MEANDROS

Quão caprichoso o rio em fazer curvas,
N'um ir-e-vir sinuoso para frente…
Parece contemplar-se tão-somente
Pelo suave bailar das águas turvas.

E afasta as ingazeiras já recurvas
Às duas margens onde, frente a frente,
Se assistem no existir indiferente,
Ao sabor das seguidas contracurvas.

Abaixo, n'um longo arco espraiado
Deixa passar a vau de lado a lado
Quem necessita o rio atravessar.

E, como s'entretendo co'o caminho,
Dá voltas entre as serras, de mansinho, 
Sem pressa de chegar a qualquer mar.

Betim - 13 02 2020


Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
42
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.