https://www.poetris.com/
Poemas : 

NA ESBÓRNIA

 
Tags:  QUINTETOS  
 
NA ESBÓRNIA

Se, de pernas para o ar, me alucinares,
Entregue aos meus desejos; aos meus beijos.
Talvez te dedilhasse alguns arpejos
Pelas tuas auréolas, com vagares...
-- Dar-te-ia mil amores por me amares!...

Confesso que ao rondar por lupanares,
D'outras tantas beldades fiz ensejos;
Entre alheias alcovas, percevejos
Aturei para o mal de meus azares!
-- Dar-te-ia mil amores por me amares!...

Ébrio fauno, por todos os lugares
Onde uma luz vermelha aos azulejos,
Eu fiz a meretrizes mil gracejos
No afã de conhecer-lhes os folgares.
-- Dar-te-ia mil amores por me amares!...

Aceita, bela dama, meus bons ares
Em troca de carinhos benfazejos:
Pelas noites de Vênus, sem bocejos,
Eu terei os prazeres que me ousares!...
-- Recebe mil amores por me amares!...

Betim - 09 07 2020


Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
44
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.