https://www.poetris.com/
Poemas : 

Partida

 
Sinto-me tão só e não sei bem porque tu fostes
Dói-me o coração e meus sentidos estão aflitos
Uma letargia toma conta de mim como veneno
Tombei vencido diante de minha maior batalha
Fiquei exposto ao inimigo ao pedir-lhe a mercê
E minha luz de viver foi levada a outros confins

Sinto-me tão só é porque sei que não percebes
Que não posso encontrar a saída desta floresta
Por que ainda é escuro e minha alma é criança
Perdida entre as folhas do que nunca sentistes
Estás tão longe e dói saber que não posso voar
Longe. E só restam as asas invisíveis da poesia

Sinto-me tão só e todos lugares são de lágrimas
Onde quer que eu vá teu lugar vazio me sufoca
Somos duas peças vizinhas deste quebra cabeça
Que a vida nos propôs: vencer velhos fantasmas
Que agora me assombram, terríveis como nunca
A me tirar o ar, pintando cinza onde que eu olhe

Sinto-me tão só e não sei bem porque tu fostes
Disseste tão de repente não consegui assimilar
E a música parou de tocar, não cheguei ao final
Há muitos amanhãs até poder rever teu abraço
De tantas tintas, o quadro da minha existência
Continua, sem tuas cores num canto, inacabado


Dor e angústia protagonizam o show
Quando a noite vem, a mágica se faz
Nasce o poema das entranhas feridas
Então, abro as asas e voo ao infinito.



 
Autor
Mr.Sergius
 
Texto
Data
Leituras
70
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
2
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Erotides
Publicado: 04/12/2020 20:53  Atualizado: 04/12/2020 20:53
Da casa!
Usuário desde: 26/02/2020
Localidade: BRASIL
Mensagens: 416
 Re: Partida
Gostei. Foi como ouvir a tristeza no canto de um pássaro. Talvez, eu quisesse que meu marido sentisse isso por mim.