https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Reflexão : 

QUEM D’ERRANÇA EM ERRANÇA

 
Tags:  CANCIONEIRO D\'ABADIA  
 
QUEM D’ERRANÇA EM ERRANÇA

Quem d’errança em errança
Põe a perder seu amor,
Há-de andar em desfavor
D’aquela cuja lembrança
Lhe animara em meio a dor…

Quem vai d’amor em amor
Há-de perder-se na andança…
Vivendo tão-só de esp’rança
Feito o ávido beija-flor
Que abandona quanto alcança.

D’errança em errança avança
Sem que chegue aonde for…
Pousando de flor em flor,
Se faz de eterna criança
Pelo afã de mais sabor.

D’errança em errança o ardor
O leva em ligeira dança
Em meio à desconfiança
Dos que houveram dissabor
Face à sua insegurança.

Quem, infiel da balança,
Muda de tudo o valor,
Tampouco alcança louvor.
Aliás, já vai com tardança,
Deixando só desamor.

Betim - 24 12 2020


Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
201
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
2
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Erotides
Publicado: 24/01/2022 20:55  Atualizado: 24/01/2022 20:55
Colaborador
Usuário desde: 26/02/2020
Localidade: Brasileira
Mensagens: 2031
 Re: QUEM D’ERRANÇA EM ERRANÇA
.

Gostei! Eu gosto de estabilidade e por isso adorei a leitura.

Não vou passar a vida toda provando frutos verdes.
Prefiro cuidar e esperar amadurecer e experimentar o doce. Uma delícia!

Tenho medo de não viver todas as fases da vida.