https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Silhuetas

 




Não nos consentimos
no que imperfeitamente somos
nem deitamos fora
os rostos sem voz.

Soletramo-nos em silhuetas mergulhadas num tempo
escuro e inabalável.

Em cada fio de palavras
teço a luz
que arrefece
e me arrasta à boca do silêncio.

Ausência indecifrável. Árvore a adormecer
no tremor dos ramos.

Cinge-me um vazio no horizonte
uma solidão pesada
que antecipa a densa noite
ou os nomes adiados
em que as coisas sobrevivem.










 
Autor
maria.ana
Autor
 
Texto
Data
Leituras
261
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
8 pontos
6
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Marineuza
Publicado: 29/08/2022 12:34  Atualizado: 29/08/2022 12:34
Da casa!
Usuário desde: 08/04/2020
Localidade: Almada
Mensagens: 491
 Re: Silhuetas
Excelente poema.

Beijo


Enviado por Tópico
Abissal
Publicado: 07/09/2022 23:47  Atualizado: 07/09/2022 23:47
Da casa!
Usuário desde: 27/10/2021
Localidade:
Mensagens: 339
 Re: Silhuetas
já li e reli este poema várias vezes.
Abraço