https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

21-6-91 2:45 AM

 
menos dentes e mais língua, miúda
empurra-me agarra-me
como se a queda fosse iminente
tiro o baton da carteira
inalo duas linhas
e estou dentro de um sacrário em chamas
a eternidade é já, sabias?
porque não vens confirmar comigo
agora mesmo
calcinar o tempo
entre os dedos nos meus caracóis
queima para nós um kamikaze
há para aí um dj vagabundo?
my bloody valentine
a noite inteira
mais um acorde cortante
para as docmartens sujas de lama
do quintal nas traseiras da tua casa
"já vamos mamã!"
tenho as sardas húmidas
da tua boca de noviça
e estou acesa do pericárdio ao perineu
vem ser a minha pulseira
a minha nova prótese
o acorde de uma balada manhosa
que eu amo mas com vergonha
como a uma comichão
como a um pecado
vem comigo junta-te à alcateia
estamos encerradas numa jaula de acrílico
e quando a luz se apagar de novo
vou precisar de uma resposta
tu não?

 
Autor
benjamin
Autor
 
Texto
Data
Leituras
292
Favoritos
4
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
44 pontos
4
4
4
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
HorrorisCausa
Publicado: 05/10/2023 15:50  Atualizado: 05/10/2023 15:50
Administrador
Usuário desde: 15/02/2007
Localidade: Porto
Mensagens: 3531
 Re: 21-6-91 2:45 AM/benjamim
Olá benjamim
21/06/92
Solstício, noite são joanina , anos 90
Muita pica, muita adrenalina e as botas dr.martens que ainda uso(rsrsrs). Muito ingredientes para a ,"perdição"e amor",mas sem perder o rumo, mesmo que muitas vezes fosse suicida, no aspecto de querer ir mais na frente no tempo que ele nos podia acompanhar ,agora,
hoje, penso ser comum a todas as gerações.

O que importa após este meu divagar,..trazes um tema transversal que até a "capicua" se louvaria a rapar

Atenciosamente
HC


Enviado por Tópico
Aline Lima
Publicado: 05/10/2023 19:43  Atualizado: 05/10/2023 19:43
Usuário desde: 02/04/2012
Localidade: Brasília- Brasil
Mensagens: 526
 Re: 21-6-91 2:45 AM p/ Benjamin
Querido Benjamin,

Gostaria de começar meu comentário destacando o título intrigante do seu poema, "21-6-09 2:45 AM". A inclusão dessa data e hora específicas é uma escolha que adiciona uma camada adicional de profundidade à sua poesia. Me senti transportada diretamente para o momento exato em que você estava imerso nessas emoções e pensamentos, criando uma sensação de autenticidade e imediatismo. Isso nos permite quase compartilhar da sua experiência naquele momento.
Essa data e hora funcionam como um marco no tempo, e isso torna sua poesia mais palpável. Conectando-a à interpretação do poema, sugere que o que você descreve é uma experiência ou sentimento muito específico e intenso que ocorreu naquela data específica. É como se você estivesse convidando seus leitores a entrar na máquina do tempo da sua memória e testemunhar essa paixão e urgência emocional junto com você. É uma maneira cativante de envolver o leitor na sua narrativa poética. Adoro ler você.
Espero ansiosamente pelo próximo texto.
Beijos.
Aline.