https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Dedicatória : 

Rio Douro

 
Tags:  Édem  
 
À FLOR DAS ÁGUAS


Já fui rabelo sem leme
nas águas à flor do Tejo,
agora nau que não teme
o naufrágio de um desejo

Navego no Douro
que esconde o tesouro
da coisa sentida!...
em socalcos-vinhedos
que suportam segredos
em esteios de vida

Nas amendoeiras
das flores primeiras
apesar do frio
se sente o zumbido
do néctar colhido
e o silêncio do rio.


Aí se pressente
quem segue a corrente
pelo tom de voz;
Se no olhar da gente
há caudal bastante:
É nascente e foz

sfich



 
Autor
Norberto Lopes
 
Texto
Data
Leituras
7990
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
31 pontos
17
3
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Sterea
Publicado: 24/11/2008 17:42  Atualizado: 24/11/2008 17:42
Colaborador
Usuário desde: 20/05/2008
Localidade: Porto
Mensagens: 3403
 Re: Rio Douro
O Douro vestido de amendoeiras em flor... belíssimo quadro que ainda não cantei! Belíssimo poema que aqui desflorei, em pétalas de coração, de segredos, de vinhedos e de rendas de flor-de-amêndoa!...


Enviado por Tópico
RoqueSilveira
Publicado: 24/11/2008 21:38  Atualizado: 24/11/2008 21:38
Colaborador
Usuário desde: 31/03/2008
Localidade: Braga
Mensagens: 8258
 Re: Rio Douro
Que bom que aqui vim espreitar nesta varanda o nosso Douro! belo como o da Sterea...abraço

Enviado por Tópico
adelaidemonteiro
Publicado: 05/01/2009 17:51  Atualizado: 05/01/2009 17:51
Colaborador
Usuário desde: 01/01/2009
Localidade: miranda do douro/Sintra
Mensagens: 733
 Re: Rio Douro
Es que estoi lendo tos trabajos e me encatan.
Bamos, me gusta el Tejo mas me encantá más el Duero.
Tienes mucho talento, verdad?
Hastá!

Enviado por Tópico
Moon
Publicado: 31/01/2009 20:50  Atualizado: 31/01/2009 20:50
Super Participativo
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade:
Mensagens: 102
 Re: Rio Douro
Senti-me na presença de um quadro do Douro, ou mesmo avistando a sua beleza, enfim, transportou-me até uma das suas margens. E foi no seu poema "que eu ‘senti’ um tesouro da coisa sentida!" *


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 28/11/2009 22:07  Atualizado: 28/11/2009 22:07
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: Rio Douro
Que dizer de tanta beleza meu querido? beijos

Enviado por Tópico
Álvaro
Publicado: 15/01/2015 13:10  Atualizado: 15/01/2015 13:10
Da casa!
Usuário desde: 02/09/2009
Localidade: Serra Talhada - Pe
Mensagens: 268
 Re: Rio Douro
Sensibilidade poética, é isso!

Enviado por Tópico
Sterea
Publicado: 28/04/2015 22:02  Atualizado: 28/04/2015 22:02
Colaborador
Usuário desde: 20/05/2008
Localidade: Porto
Mensagens: 3403
 Re: Rio Douro
Ah! Olha que bom, já há um "dedopracima" para dizer que gostamos!

Enviado por Tópico
Poemas&Amigos
Publicado: 28/04/2015 22:57  Atualizado: 28/04/2015 22:57
Super Participativo
Usuário desde: 23/04/2015
Localidade:
Mensagens: 165
 Re: Rio Douro
Nossa, que lindo!

Enviado por Tópico
Juvenal Nunes
Publicado: 17/03/2016 20:26  Atualizado: 17/03/2016 20:26
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2013
Localidade: Douro Litoral
Mensagens: 501
 Re: Rio Douro
Poema muito interessante. Não sabia é que havia rabelos no Tejo.

Juvenal Nunes


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 18/03/2016 10:21  Atualizado: 18/03/2016 10:21
 Re: Rio Douro
Muito bom passear por esse site e dar de encontro com preciosidades como essa!

Gostei imensamente!

Um abraço,

Anggela


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 07/08/2019 19:58  Atualizado: 07/08/2019 19:58
 Re: Rio Douro
um rabelo... eheh vinho do Porto. ah... que maravilha. que rio, Douro... gostei muito deste poema.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 03/10/2019 21:36  Atualizado: 03/10/2019 21:36
 Re: Rio Douro
ó homem será que o tempo parou ou por desventura teimosia ou pior colou chiclets ao tecto! porra, é sempre o mesmo poema! caralho froda-se. escreva outro porque esse está gasto eheh eu sei que sou um bocado... mas de facto, ouvir sempre a mesma música cansa e afinal o poema nem é assim grande merda. eu amo o Douro. ninguém mais que eu ama o Douro. rio que atravessei enumeras vezes... ah... nada como fazer amor nas margens do Douro. enfim... o passado faz parte de nós mas, repetir sempre a mesma coisa... tenha dó
uma boa noite