https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Surrealistas : 

...lacrima profundae...

 
<div><object width="420" height="339"><param name="movie" value="http://www.dailymotion.com/swf/x1kt87" /><param name="allowFullScreen" value="true" /><param name="allowScriptAccess" value="always" /><embed src="http://www.dailymotion.com/swf/x1kt87" type="application/x-shockwave-flash" width="420" height="339" allowFullScreen="true" allowScriptAccess="always"></embed></object><br /><b><a href="http://www.dailymotion.com/swf/x1kt87">Within Temptation - Memories</a></b><br /><i>by <a href="http://www.dailymotion.com/alexandru2 ... gt;</i></div>


<a onblur="try {parent.deselectBloggerImageGracefully();} catch(e) {}" href="http://4.bp.blogspot.com/_lFN-iFRKwS8 ... opta.jpg"><img style="float:left; margin:0 10px 10px 0;cursor:pointer; cursor:hand;width: 400px; height: 267px;" src="http://4.bp.blogspot.com/_lFN-iFRKwS8 ... 6Am0/s400/gopta.jpg" border="0" alt=""id="BLOGGER_PHOTO_ID_5321347135716636642" /></a>













Sumptuosidade "averdiscada" irascível dos olhos
Alcalina frescura da impureza da alma
Derramada nos recônditos berberes do rosto
Abrem as portas, sem fugir, sem correr, com calma

Triste vagar
Perde-se o rito

Voa a água imbebível do espírito
Viagem eterna da graciosidade temível
Vivendo na agonia…deste eterno cair
Na orla deste inferno, sádico e infalível

Ardência mortal
Perdida na chama viva

Nascentes impuras das emoções calcadas
Onde flui o sal das quimeras andantes
Rejúbilo do mal, tal e qual a sua cruz sincera
Enterrada na sombra…oh! Fonte dos crentes

Escurece a face
Da luz se esconde

Esguicho sumptuoso, frívolo, silencioso
Dramática queda desse orvalho ocular
Veste-se de branco, na negrura do seu ser
Reflectindo a imensidão das águas…do seu mar

Afogada nas dores
Nas profundezas dos abismos

Morrendo nos dias vazios e cinzentos…padece
Faz-se moribunda das faces inertes, apodrecidas
…correndo pelo íngreme tempo…que anoitece
Jazendo na boca, que grita a dor das despedidas

Chora o adeus
Grita a partida

Secas as fontes do saber e da misericórdia
Cai a chuva, despede-se na mágoa atraiçoada
Vertida neste enterro, na morbilidade da custódia
Fica presa nos limbos…viverá amaldiçoada

Inerte no tempo
Sem tempo de vida

Triste lágrima!


"Quanto maior a armadura, mais frágil é o ser que nela habita!"



"As lembranças têm mais poesia que as esperanças, assim como as ruínas são muito mais poéticas que as etapas de construção de um edifício."
(Jacinto Benavente)
 
Autor
Gothicum
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1075
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Maria Verde
Publicado: 14/05/2009 21:37  Atualizado: 14/05/2009 21:37
Colaborador
Usuário desde: 20/01/2008
Localidade: SP
Mensagens: 3489
 Re: ...lacrima profundae...
Dor...!
lindo!

Maria verde

Enviado por Tópico
cleo
Publicado: 14/05/2009 21:38  Atualizado: 14/05/2009 21:57
Usuário desde: 02/03/2007
Localidade: Queluz
Mensagens: 3731
 Re: ...lacrima profundae...
Uma lágrima que soubeste vestir com os mais belos trajes que as tuas palavras bordaram e o teu sentir franziu... adorei, simplesmente!

A música é das minhas preferidas e a imagem é de uma simplicidade tremendamente significativa.

Beijo

Enviado por Tópico
OlemaCorreia
Publicado: 14/05/2009 21:48  Atualizado: 14/05/2009 21:51
Da casa!
Usuário desde: 14/03/2009
Localidade:
Mensagens: 277
 Re: ...lacrima profundae...
Lagrimas:
Contrastante expressão do sentir humano jorrando pelas fontes ora da dor, ora do extase.Mais um divagar superior pelo misterioso mundo das emoções,enriquecido por excelente música.
Cordiais saudações
Olema