https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Desilusão : 

Procurei (um sorriso nervoso)

 
Tags:  poema    sorriso    mão    culpa    crime    forte    fraco    nervoso  
 
Procurei durante muito tempo.

Tentei ser abrigo
Do perigo por descobrir.
Descobri assim que não nasci
Para te proteger.

Tentei ser fraqueza
Para que a mão me fosse dada.
Recebi um terno toque
Conformado com esse estatuto.

Tentei até ser noiva
De um casamento por marcar.
Não foi com grande surpresa
Que me vi sozinho no altar.

Procurei durante muito tempo.

Quando o abrigo ruiu,
A fraqueza se cansou
E o casamento se cancelou,
Percebi que me procurei
Fora de mim.

Procurei o fraco que não era.
Procurei abrigar os fortes.
Queria dar um anel que não comprei.

Encontrei-me dentro de mim.
Recebi um sorriso nervoso,
A medo, com medo, medonho.

Encontrei a culpa dentro de mim
Para a expulsar toda de uma vez,
Como pena de um crime que não cometi.

Seria um crime para ti.

 
Autor
AntonioCarvalho
 
Texto
Data
Leituras
1194
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.