https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Angústias

 
Tags:  saudades    presente    pesadelos  
 

Com pesadelos cruéis n`alma doente
Sinto um medo muito preocupante
Ando com minha mente bem avante
Que já tenho saudades do presente

E tudo que agora em vão eu procuro
É do peito afugentar o meu presente
Quando o sol desmaiar lá no poente
A angústia me cobre com véu escuro

Por que será que a falta de harmonia
Traz-me dor, seja noite ou seja dia
E por isso a minh`alma sempre chora

Mas sem o sol, o meu coracão padece
E por isso, à noite, faço uma prece
Para acabar com a angústia nesta hora.

jmd/Maringá- 16.07.09


verde

 
Autor
João Marino Delize
 
Texto
Data
Leituras
637
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
OlemaCorreia
Publicado: 16/07/2009 22:17  Atualizado: 16/07/2009 22:18
Da casa!
Usuário desde: 14/03/2009
Localidade:
Mensagens: 278
 Re: Angústias
Do seu sentido poema transparece sobretudo o significado do sol na sua vida, metafóricamente entendido, julgo como Alegria. Pense caro poeta que o sol se pôe todos os dias para todos nós, mas é certo que há dias ou circunstâncias em que o Poente trás consigo uma maior dose de angústia. Esse Pôr do Sol é inerente à nossa condição humana. Também eu sinto o peso dessa angústia, por isso julgo entende-lo bem. Ânimo!

Olema