https://www.poetris.com/

 
« 1 (2) 3 4 5 ... 32 »
Offline
Amora
Prandial
A quatro mãos nos rasgamos os corpos postos à mesa da noite, em sangue e vinho marinados. As n...
Enviado por Amora
em 08/12/2014 17:06:59
Offline
Amora
Não choro mais
Eu pedi um ombro amigo e ele venceu a chuva do dia com seus passos sinceros, trouxe a palavra...
Enviado por Amora
em 03/12/2014 11:23:55
Offline
Amora
Do espelho
Meus pés na lama das nuvens quando a cabeça, vazia de combates, ala-se. O coração sem sumo,...
Enviado por Amora
em 26/11/2014 14:03:53
Offline
Amora
A sós com meu corpo
Todos os ruídos que me espreitam o sossego são mensagens aflitas que em teu nome me abordam, par...
Enviado por Amora
em 23/11/2014 23:56:28
Offline
Amora
A meio mastro
Tremulam as mãos já desconsoladas, Brancas bandeiras, raízes aéreas Que lançam ao vento, desartic...
Enviado por Amora
em 19/11/2014 16:17:16
Offline
Amora
Sonata de caráter triste
Se a noite estende no céu escuros lençóis, deixo que neles se deitem meus sentimentos; onde a vio...
Enviado por Amora
em 13/11/2014 00:56:21
Offline
Amora
Modus Operandi (3)
À mercê da noite os meus olhos de palha, estrelas de vidro que nunca se deitam. E a minha luz qu...
Enviado por Amora
em 10/11/2014 21:01:05
Offline
Amora
Pequeno Diário Sagrado
Na exuberância da manhã eu me devoto à janela, aos carros desfilando na avenida, aos edifícios ve...
Enviado por Amora
em 07/11/2014 13:59:53
Offline
Amora
Suplemento
Leio tua pele estrangeira, amiga da impiedade do tempo, do calendário de sal - um verbo de pedra...
Enviado por Amora
em 05/11/2014 15:27:09
Offline
Amora
Refrão vespertino
Canto em favor do mel, solto os cabelos e as palavras pulo a sombra, salto o verso danço às luzes...
Enviado por Amora
em 03/11/2014 22:37:38
Offline
Amora
Sentimentalidades
Uma brisa cheirando a baunilha agita preguiçosamente a cortina que azula o quarto - penso a noit...
Enviado por Amora
em 29/10/2014 23:33:15
Offline
Amora
Pentagrama
Nossos corpos encharcados de tinto e sândalo, pensamentos perdidos no escarlate dos lençóis, l...
Enviado por Amora
em 27/10/2014 16:00:04
Offline
Amora
Reflexos
Se todo poema é um espelho onde escreverei essa dor que nunca sinto, a torrente do beijo que jam...
Enviado por Amora
em 23/10/2014 18:44:28
Offline
Amora
ROL
... e essa tarde que se deita na avenida - suscetível como a areia nas mãos do vento - imitando m...
Enviado por Amora
em 20/10/2014 22:10:23
Offline
Amora
Primavera infinitiva
Amar-me e a esse momento, corromper com um sorriso o cerne da dor, dar o mel do meu nome rosáceo...
Enviado por Amora
em 12/10/2014 23:02:17
Offline
Amora
( o mundo acaba hoje e eu estarei dançando com você )
Sei que não vê mas tenho os olhos opacos postos solenemente na envergadura desta folha branca -...
Enviado por Amora
em 05/10/2014 20:56:51
Offline
Amora
A(o)caso
Aqui as palavras ainda mornas, os sentidos marinados em desgosto e em sal, a procissão lamuriosa...
Enviado por Amora
em 02/10/2014 01:07:30
Offline
Amora
Garça branca
Aceitam da dor a singularidade Esses olhos meus quase serenos, Sem qualquer medo ou vontade, Poço...
Enviado por Amora
em 25/09/2014 02:48:01
Offline
Amora
Cogitação
Como se a beber de uma emoção barata, deter-me, sangue e carbono, à margem da madrugada - afago ...
Enviado por Amora
em 23/09/2014 18:59:26
Offline
Amora
Fotografia
O coração em arabesco triste, ocidental. Atrapalhados os meus dedos na vontade de um gesto e os...
Enviado por Amora
em 18/09/2014 18:02:08
« 1 (2) 3 4 5 ... 32 »