https://www.poetris.com/

 
(1) 2 3 4 ... 9 »
Offline
Vilians3
OITO
Oito vezes fui ao cais esperar-te, ansiando o teu regresso. Oito vezes, até mais pois só à déc...
Enviado por Vilians3
em 03/02/2013 02:05:01
Offline
Vilians3
Odi et amo
Intermitências de azul faiscam no teu olhar que poisado em mim sossega do seu insano penar. ...
Enviado por Vilians3
em 18/01/2013 00:48:03
Offline
Vilians3
ah, se eu pudesse
Ah, se eu pudesse aprender a contentar-me com o brilho das estrelas sem querer conhecê-las.....
Enviado por Vilians3
em 31/12/2012 21:07:35
Offline
Vilians3
O que nos fizeram
O que nos fizeram, escriturários deste desnorteado tempo, foi arrebatarem-nos a possibilidade d...
Enviado por Vilians3
em 08/08/2012 16:23:34
Offline
Vilians3
A reza
O fingidor O padre reza. Pensa que fala com deus e reza. Quem escreve, finge. Mergulha na dor ...
Enviado por Vilians3
em 02/07/2012 16:14:20
Offline
Vilians3
Até ao raiar da aurora
Até ao raiar da aurora, outra noite chegada e o que sinto é, impiedosamente, uma coisa diferente ...
Enviado por Vilians3
em 26/05/2012 18:41:02
Offline
Vilians3
Às portas do sonho
Sinto no rosto o vento morno que me convida a entrar. Parece amistoso, sereno, como quem diz : ...
Enviado por Vilians3
em 20/05/2012 20:27:44
Offline
Vilians3
No inferno
Escorre-se-me o tempo, inteiro pela janela fechada. Debato-me por um instante, apenas um, an...
Enviado por Vilians3
em 20/05/2012 20:17:01
Offline
Vilians3
O fingidor
O padre reza. Pensa que está com deus e reza. Acredita que sabe a verdade e reza. O poet...
Enviado por Vilians3
em 13/05/2012 20:04:27
Offline
Vilians3
Eis que entardece
Há uma rua que passa à minha porta sombreada num gesto vago e palmilhada vezes sem conta. ...
Enviado por Vilians3
em 08/05/2012 21:13:35
Offline
Vilians3
A SENTENÇA
Mergulho no lago imenso de mim, oculto no fundo de alguma caverna perigosa onde reina a s...
Enviado por Vilians3
em 27/04/2012 17:46:52
Offline
Vilians3
pela beira do cais
Chamam-me, aos gritos, as paredes desta sala. Retorno sem ter chegado a sair. Em breve, ouv...
Enviado por Vilians3
em 20/04/2012 16:24:24
Offline
Vilians3
O poeta
Balança os pés na beira do cais, sobre as rutilantes águas o poeta. Olha até não poder mai...
Enviado por Vilians3
em 04/04/2012 20:58:42
Offline
Vilians3
Por entre as paredes serenas
Na paz branca do claustro emparedam-se as mortas em vida. Paz podre, mas merecida tanta a ...
Enviado por Vilians3
em 30/03/2012 21:28:03
Offline
Vilians3
O pintor
De olhar ardente, esgotado, Segue pela rua abaixo a figura do pintor. Corcovado, o torto ombr...
Enviado por Vilians3
em 24/03/2012 19:16:54
Offline
Vilians3
Uma palavra, apenas
Agita-se O meu interior Num turbilhão violento. É, talvez, um pensamento Mas age como um vulcão....
Enviado por Vilians3
em 20/03/2012 17:48:16
Offline
Vilians3
Penso que
Pensar é só pensar. É um nada ou coisa nenhuma, nem sequer qualquer especial manifestação de c...
Enviado por Vilians3
em 15/03/2012 18:54:52
Offline
Vilians3
A triste flor
Que belos são os teus ramos, os teus nós entrelaçados… Quem és tu? Dizes-me que és uma árvore...
Enviado por Vilians3
em 15/03/2012 18:35:34
Offline
Vilians3
Ao florir a amendoeira
Nuvens escuras, carregadas, Sombreiam o horizonte. Escorrem lágrimas, pesadas Pelos prédios ...
Enviado por Vilians3
em 03/03/2012 22:16:55
Offline
Vilians3
Inércia fatal
Mas que prazer nada fazer Apenas ser, sem pensar Estar ao sol, se ele vier, Senão, paciência,...
Enviado por Vilians3
em 29/02/2012 22:29:13
(1) 2 3 4 ... 9 »