https://www.poetris.com/

Poemas, frases e mensagens de Srta.M.Diniz

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de Srta.M.Diniz

O cigarro e o fumante

 
Serei teu cancerígeno produto, tão formidável tabaco
Entrarei em teus pulmões, para te libertar do teu amargo .

Eis que quando te trago, posso senti-la em meus lábios
E quando te escarro, você é apenas um cigarro.
 
O cigarro e o fumante

Infestação

 
Medos são irracionais ou que não se sabe entender,
como uma criança que não entende um palhaço sorridente,
na verdade boa parte do problema é este
Meus medos são basicos
talvez tudo por dentro seja mais bruto
não combine com meu aspecto de fora
e exatamente por isso eu ando tendo medo de poças d'água .

Eu desenvolvi esse após me afogar
não faz muito sentido porem
a pequena poça me lembrava a imensidão
de água que entrava pela minha garganta
sufocando qualquer esperança de sobrevivência .
Os medos eram poucos mas
eu vi esses medos terem crias
como os vermes abaixo de minha pele
colocando larvas em minhas veias

Essa infestação de medos me conhece tão bem

Eu tenho medo de olhar nos olhos de minha mãe.
Eu tenho medo do pequenos grãos de arroz
Eu tenho medo que a lamina escondida em minha gaveta.
Eu tenho medo do que pode acontecer.
 
Infestação

Mimada

 
Hoje eu descobrir que ainda sim sou apenas uma criança.
Quando não pude compreender que nem sempre podemos ter o que desejamos ao máximo ,
eu não me contive e como uma criança mimada eu mordi os lábios , olhei para todos os lados e por fim fechei os olhos e já por fim lagrimas escorriam ao saber que não teria o que desejava ,
mas um sussurro do fantasma imaginário me cortou o choro ao me lembrar que não ter o que tanto queria já me fez chorar antes ,
como em qualquer outro dia , saudades , já não sentia e me lembrei que em outro dia prometia que '' nunca mais choraria por alguém que não teria ''
 
Mimada

Minha terra não tem Deus

 
Eis que meu corpo não possui "luz"
pois nenhuma cruz me foi "capuz",
meu corpo pertence a palidez perturbante
minha mente de uma anta ambulante.
Por dentro estou a apodrecer,
sou árvore que nunca dará fruto
e minhas raízes estão a ceder.
Meu corpo é anáfora de foder
meu ser é sinônimo de sem escrúpulo
e minha mente incapaz de aprender.
Sou o ácido sulfúrico,
meus lábios de sabor cítrico e
meu veneno mata.
Me sufoca com ódio
mas me beija com carinho.
Das minhas lagrimas nem vou te dar o gostinho.
Não tenho dono ,
não vou seguir tuas regras e
não me cobre respostas.
Pode abaixar sua voz,
entenda de uma vez .
Na minha terra não á nada acima de mim.
 
Minha terra não tem Deus

Amor Alcoólico não sustenta

 
Tão bonito pena que esse era finito,
incógnito sentimento , amor de alimento .
Comem almas e mesmo assim se sentem vazios .

Tenho que estar embriagado para ser do seu agrado ,
quando você me agarra ate minha alma se rasga ,
me dedilha como uma guitarra arrancando minha casca.
Assim me visto de exposição enquanto entro em decomposição ,
pois só essa beleza te chama atenção.

Nada contradizia ou contrafazia a beleza que trazia,
desse amor moderno que não sai dos meus cadernos , dessa geração que morre de fome com prato cheio.
 
Amor Alcoólico não sustenta

Lareira e o Incêndio

 
"Eu sinto sua falta "
mas não de você.
Eu sinto falta do seu tipo de amor ,
desses "bons dias" que terminam em "dorme bem"
e você teve isso sua vida toda.
Pois você é o tipo de calor perfeito.
Essa é sua essência , teu jeito e tua vivencia.
Eu desejei tanto ter um pouco de você,
dessa tua bondade que irrita,
que me deu ate vergonha dessa inveja .
Mas você me construiu um pedestal
cada ação que fiz foi de sua admiração
e você acreditou cegamente em mim.
Mas eu não te suporto assim, cega.
Eu quebrei teu altar , tirei tua venda ,
mordi teus lábios ate que sangrasse
e quando te olhei você tinha esse maldito olhar .
Brilho e amor misturado com dor e medo.
Você preferia qualquer coisa do que me perder,
eu preferia qualquer coisa do que você
então eu te deixei .
Não vou voltar e não deixo você me perdoar .
Você deveria ter mais orgulho.
Deveria engolir a saudade .
Aceita que sou eu teu pecado,
ninguém nunca foi tão intensa no seu mundinho,
você é brasa mas eu sou incêndio,
eu não nasci pra aquecer tua vida certinha.
 
Lareira e o Incêndio

Você não deveria gostar de mim.

 
Minha poesia hoje reflete,
o que minha alma remete.
Romantismo é para os puros,
amores que ainda não fizeram uso.
O erro é ter um bom coração,
a dor vira como punição.
Amor igual o meu nunca vimos,
eu sou a rosa do abismo,
atraio forasteiros para meus devaneios .

Admito, ao fundo os joguei,
monstro aos pouco me tornei ?

Quando finalmente me ganham,
com meu espinho se envenenaram.
Com o tempo percebi, tudo que me quer se destrói e isso aos poucos me corroí.
 
Você não deveria gostar de mim.

Estranhamento

 
Eu escrevi uma cartar ,
depois de muitas de amor,
uma de despedida .

Escrever uma carta de suicídio me fez querer estar viva,
Nunca retribuir o amor o que recebia me fez me odiar por não saber amar .

Pesadelos me fizeram mais acordada ,
elogios me dão vergonha ,
Eu não gosto de abraços e andar de mãos dadas ,
Pois meu corpo se acostumou com o frio constante .
O calor me irrita com facilidade tanto o do Sol como esse no meu peito.

O que é mesmo a sensação de euforia?
Para onde foi meu folego de viver, que abandonou meu pulmão e não retornou a minhas artérias para bombear esse corrupto silêncio que se instalara.

Em que noites acordadas caminhando em ruas movimentadas ficou a diversão?

Ser beijada por alguém que me admira me fez triste ,
abraçar quem me ama me fez querer ir embora,
me desculpar com quem odiava não me emocionou .

Eles estão torcendo por você ,
Eles querem teu bem e teus lábios ,
mas não é sua culpa se você não se ama .

O espelho é um estranho , teu cheiro já não é o mesmo .
A casca parece estranha e eu não consigo me encaixar nesse corpo .
Me olho não com meus mesmos olhos.
Quem é o estranho no espelho?
 
Estranhamento

Vida Nublada

 
Eu assisti cada triste, deprimente e esperançoso filme que poderia existir.
Eu fumei cada cigarro que eu pude achar na minha casa.
Eu envenenei minha bebida.
Qualquer coisa e todas as formas só para mudar esse sentimento ,
isso esta transformando minha casa em cinzas.
A ultima vez que olhei no meu armário,
eu apenas vestia preto , branco e cinza
e isso esta me deixando louca.
Como alguém pode perder as cores da sua própria vida ?
Por que a morte desse personagem não me comove ?
Ou todos os laços que rompi ?
Onde eu deixei o meu interesse pelas coisas ?
No fim eu nem sei que veneno escolher.
Religião , suicídio ou Tinder
Sexo não me dá muito prazer,
minha família não suportaria uma morte
E Deus... parece muito conto de fadas pra mim
Oh vida , por que eu decide usar poesia pra me expressar ?
 
Vida Nublada

Romance Perfeito

 
Passo meus olhos em amores bem escritos,
na capa da revista,
um português bem acentuado os deixa satisfeitos?
Amores bem feitos não são perfeitos,
deve ser por isso que abafo todos os meus gritos,
todos meus romances são apenas boatos.
Deitados no mato,
não é fato,
não deixo rastros,
se preciso tiro ate os sapatos,
na entrada de seus "aposentos".
Então quando acordei no primeiro raio de sol
e decidi não sair da cama,
para te observar dormindo
foi quando me entreguei.
 
Romance Perfeito

Te vi no corredor

 
Lembro de você vez ou em outras,
não me culpa a solidão possuía teu perfume,
do dia que parti até hoje nunca me senti feliz mas ainda me convenço que foi a melhor escolha.
Eu nunca te quis mal,
nunca quis te causar este mal .
Será que quem sou agora te faria feliz?

Ainda sussurro teu nome ao tremer de meu corpo e logo me calo,
em vícios os quais me cativou a ter,
esbarro de propósito em teus olhos que já não me reconhecem nas multidões e fujo dos nossos lugares usados por mais pura inocência para saciar minha incoerência de a ter,te quer toda para mim .
Me doí saber que de todos os lábios que sugasse ate que o ar sumisse esquecesse os meus, os que te acalmaram, arrepiaram e te levaram de gemidos a risos .
Com toda minha impureza que eu tenho certeza que não a esqueceste, queria eu te jogar em uma cama e te fazer dama de nossa desculpa esfarrapada , ultima vez .
 
Te vi no corredor

Por favor não cativar

 
Sua voz realmente me alcançou ,
por um encontrar de olhos viu quem verdadeiramente sou ,
se me arrancasse a roupa estaria menos nua do que o seu olhar me deixou ,
o silencio se encaixou e cada átomo em mim presente entrou em desespero ao medo do toque áspero de uma mão gentil em um ser tão fútil que sou.
 
Por favor não cativar

Autobiografia

 
A vida é uma pintura, a qual não utilizo ternura e aqui te apresento a carne crua.

É verdade não sou do tipo doce,
não é mel que escorre de minhas entranhas.
O gozo é forte e o amor é fraco,
fodo mais do que me importo .
Nunca pertenci ao clero .
Não nasci pra vestir Rococo ,
de vanguarda futurista .
Abro as pernas como revista ,
aproveita a vista que é abstrato .
Este é meu retrato .
 
Autobiografia

Feira cardiovascular

 
O vendedor gritava.
"Leve o mês inteiro por quatro conversas fiadas e um encontro chegando atrasado"
O comprador se aproxima.
O vendedor diz não se responsabilizar se dentro de algum silencio for esquecido e o coração já não estiver mais com você quando se recordar .
O comprador parece relutante com a ideia de não ter o coração para sempre mas o vendedor o explica.
"Mas não se preocupe se o coração já foi comprado e foi embora compre o novamente , com duas desculpas esfarrapadas e uma promessa completamente falsa."
Compra feita e um vendedor satisfeito.

Pobre coração era só mais um vendido no mercado.
 
Feira cardiovascular

Pagante

 
Sento em teu colo , teus dedos tem mais fome que sua alma,
tua boca deseja mais do que meus lábios e sim a carne.
Você me deseja assim , tremula , chorando e ofegante .
Me fez de refém no meu próprio corpo ,trancando minha mente ,
rasgando minha roupa pois pouco se importa como vou sair daqui.
Mas eu não sou mais uma vitima tua , eu gemi em teu ouvido porque eu gosto.
Eu te dei meus pontos fracos, mostrei tudo que amava pra você ,
me destruir sem piedade .
Ah cão infernal , que se dedicara a me corromper .
Me deixou tantas marcas e dor que confundi com cartas de amor.
Esse teu jeito de foder no altar me faz louvar ofegante teu nome ,
como puta bem paga eu não sei mais me conter .
Morde meu corpo rasgando minhas leis , queimando meus papeis com teu tabaco , debochando de minha poesia , me sobrando a ferida exposta .
Amo-te tanto meu amor ate que termine por me dizimar .
Me odeia tanto que criou dependência no meu corpo molestado .
 
Pagante

Escrevendo meu amor

 
Escrevi pousando meus olhos no parar do tempo ,que parou encima do teu cabelo ,
este tempo era sim o mais perfeito soneto e teus olhos mais claros que verbo era dois grandes e brilhantes adjetivos.
Mas o que pousara em teu cabelo era uma flor,
que a natureza mandou pois também não se conteve com tamanha poesia sorridente
e como plateia em euforia jogou uma flor por pura alegria.
Escreve-te foi mais que prosopopeia em metáfora , foi cometer todos os erros ortográficos e ainda sim ser uma oração mais que divina ou coordenada .
 
Escrevendo meu amor

A queda de um poeta . (Parte I )

 
Sentei em uma mesa rodeada de gente ,
meu sorriso aberto como quem nunca mente.
Olhei ao redor e percebi era a ultima da minha especie de poetas,
então entre todas as curvas virei uma boca reta .
Finalmente percebi minha solidão ,
deixei que meus olhos fossem tomados por escuridão.
Parti triste do habitat que não me pertencia,
não queria ser um farto aos que conhecia,
dentro de mim trovejava e por fora chovia,
minha perna calejava e meu choro se ouvia.
Como um demoníaco se atrai pela dor
lembrei do meu amoníaco e escrito amor.
pensei e alto falei.
Seria vaidade você ser só meu ,
por isso não te privo dessa infinidade de pessoas melhores do que eu .

Obrigada Pela Leitura .
 
A queda de um poeta . (Parte I )

Espero que você entenda.

 
"Oh mãe, você não vai ficar com raiva de mim se um dia eu ir viajar?"
"Oxe , viajar pra onde?"
"Ai eu não sei , deve ser fora do país"
"E eu ia ficar com raiva porquê?"
"Ai vai que eu gosto de lá e resolvo não voltar, você ia sentir minha falta?"
"Mas que coisa besta , tem muito jeito de se comunicar"
"Acho que lá não tem não ..."
"E você quer ir pra lá ?"
"Ixe mãe é que eu ... sabe , eu só ando triste agora , queria uma paz ."
"E tu ta querendo deixar tudo aqui e sumir é? o que eu falo pras tuas irmas se tu não voltar? e não vai mais ver ela é?"
"Elas já tão é grande mãe, vão entender o que eu queria"
"Ninguem viajava assim não menina , tem que ter hora de voltar pra casa , pra onde ta sua família e você , não vai sentir saudade da qui não?"
"O tempo todo mãe , vou sentir o tempo todinho quando estiver lá."
 
Espero que você entenda.

Novos Gregos do seculo XXI

 
Amor é moeda de troca, alianças estão em queda no mercado.
Prazer é objeto variado, casamento é relação insustentável.

Álcool como amante, cigarro como vicio constante.
Pois é interessante, como sou irrelevante .
Nessa multidão entorpecida a solidão é a mais conhecida.

Tirei o álcool para dançar, dei minhas entranhas para se dançar.
Esse gosto acido pela garganta,
como este caos te encanta ?

Dai-me essas rosas, usa-me como obra.
Envenena me com teu espinho, só não me foda com carinho.

https://www.instagram.com/p/BUmyGMvgcg_/?taken-by=mayradinizfotos
 
Novos Gregos do seculo XXI

O Holocausto feito em mim

 
Você era um truque de magica,
aos pouco se torna claro a farsa.
Mergulhei tão fundo em teus olhos
que você aproveitou para me afogar .

Você não me destruiu,
você me corroeu a pureza,
socou a pele ate o roxo e
cravou seus dentes no meu coração
estraçalhando ele com seus dentes de cão.

Você abre corpos apenas para deixá-los tão vazios quanto você.

Se quiser ver mais sobre mim ou meus desenhos aqui algumas redes sociais :

https://www.instagram.com/mayradinizfotos/

https://www.instagram.com/maydinizart/
 
O Holocausto feito em mim

#Srta.M.Diniz