https://www.poetris.com/

Poemas, frases e mensagens de Angeline

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de Angeline

REFLEXÃO SOBRE FALSIDADE

 
 
REFLEXÃO SOBRE A FALSIDADE
Fico pensando, o que leva um ser humano, a tentar ,
com subterfúgios, com palavras maldosas e com desconfianças
infundadas, a desestabilizar amizades, semear conflitos,
gerar desconforto , provocando situações absurdas e inimagináveis..
Em nome de que? Acha-se no direito , de invadir a vida alheia?
Como assim? Falta de amor? É provável! Carência afetiva?
Com certeza! Inveja? Claro! Falsidade ? É óbvio!
Porém, esse ser, invejoso, falso, que imagina ser dono
de vidas, sentimentos alheios, que brinca de ser amigo ,
um dia, deixará a máscara cair. E todos verão a verdadeira
face deste ser humano, em toda a sua inutilidade.
Concluindo: as verdadeiras amizades, os sentimentos
verdadeiros e sinceros, estes sairão vitoriosos e
fortalecidos! Nada abalará, nem vai desunir amigos verdadeiros.
Angeline
 
REFLEXÃO SOBRE FALSIDADE

QUANDO UM SONHO ACABA

 
QUANDO UM SONHO ACABA
 
QUANDO UM SONHO ACABA

Quando um sonho acaba.
fica um gosto amargo na boca.
No peito, uma dor que maltrata.
Na memória. lembranças do que já não é.
Quando um sonho acaba,
há uma sensação de derrota.
Um sentimento de perda.
Há o negro do luto.
Quando um sonho acaba.
tantas perguntas são feitas.
Por que? Quando? Será?
Lágrimas caem, teimosas!
Quando um sonho acaba,
não há novas esperanças.
O futuro é incerto,
porque o passado ainda é presente.
Angeline
 
QUANDO UM SONHO ACABA

Voando

 
Voando
 
Voando...
Visto-me de sonhos!
Dos meus sonhos.
Dos teus sonhos.
Dos nossos sonhos.
Voando... Vou ao teu encontro.
Nas asas de um anjo...
Para mais uma vez,
sonharmos juntos!
Angeline
 
Voando

SAUDADES QUE MATAM

 
SAUDADES QUE MATAM
 
Essa saudade está acabando comigo.
É uma dor forte e persistente.
Parece o peito dilacerar.
E a cada dia que ficamos separados,
ela aumenta, e não tem jeito de passar.
Amor, quando e como vanos
esta saudade matar?
Apesar de sentir-te sempre ao meu lado,
Preciso de mais! Quero mais!
Os meus beijos esperam pela tua boca.
O meu corpo, quer as tuas mãos,
a percorre-lo, até que tomes posse,
de tudo que já é teu.
Quero enlouquecer nos teus braços,
pois só neles, me sinto mulher.
Quero reviver os momentos de paixão.
Deixar que este imenso Amor ,
nos leve aos Céus, onde tu e eu.
num encantamento maravilhoso,
desta saudade nos livraremos.
Angeline
 
SAUDADES QUE MATAM

O TEMPO

 
 
O TEMPO
O tempo está se esgotando.
Os dias cada vez ,
mais rápido passam.
As opções vão se esgotando.
Não sei mais o que fazer.
Vou tentando, ao meu Jeito,
como dá, fazer que
este tempo se prolongue.
Mas não estou conseguindo.
Oh DEUS! Que responsabilidade,
puseste-me aos ombros!
Devias ter algum propósito.
Sinto-me só meu PAI!
Lutando contra o inevitável.
O tempo está se esgotando...
Na ampulheta da vida,
o tempo escorre tão depressa!
Dai-me forças, SENHOR!
Tenho que me manter firme!
O tempo está se esgotando.
E eu estou só!
Tremendamente só!
Deste-me uma cruz,
que reconheço, posso carregá-la.
Sou capaz de suportar-lhe o peso.
Mas dói PAI! Dói demais PAI
Angeline

O poema pode ser ouvido na voz da autora,
pelo vídeo .
 
O TEMPO

AMORES

 
 
AMORES

AMORES
Quantas vezes o amor nos aparece na vida?
Na juventude, ele chega, como vento forte,
e nos faz pensar, que será o único.
E a ele se entrega todos os sonhos,
todos os ideais, que os jovens possuem.
Assim, a vida passa, a este amor, nos acostumamos
e nem notamos que ele se transformou.

Mas, eis , que numa curva da nossa estrada,
quando o fim, se pensava próximo,
um outro amor aparece, Não como vento forte,
mas como suave e fresca brisa, ele nos surpreende!
Preenche espaços, coloca cor e sabor, onde já deixara de existir.
Traz sabor à vida, já tão sem tempero...

E que amor é esse? Amor maduro.
Feito de sonhos, de promessas, de esperanças!
Que traz luz e calor, tudo transfornando,
em alegria e beleza, urgência e leveza!
É assustador este novo sentimento.
Quando ele chega na vida,
chega abalando estruturas, que se acreditava
sólidas e inabaláveis
E o amor da juventude? Onde está?
Não foi esquecido,nem poderia ser.
Transformou-se em outro sentimento.
E o amor maduro, que chegou, ocupando espaços,
a cada dia, mostra, que embora numa curva ,
quase ao final do caminho, trouxe flores, para
enfeitar e perfumar, cada passo que aia se dará!
Angeline

O poema pode ser ouvido, na voz da autora.
através do vídeo. ^
 
AMORES

INVASÃO

 
DELICIOSA INVASÃO
Hoje me surpreendi,
pensando em como
tu entrasre na minha vida,
numa deliciosa e louca invasão.
Não me deste tempo para refletir.
De repante, lá estava eu,
com o coração batendo descompassado,]
sentindo que estava correndo perigo.
Mas nada pude ou nem quis fazer.
Tu entrastes pelas minhas artérias.
invadiste meu cérebro,
tomaste todos os espaços,
causaste um mundo de sensações,
há muito esquecidas.
Sempre que te encontro,
o chão some sob meus pés,
e sou lançada, num turbilhão de emoções,
à beira de um abismo,
na ânsia de te amar,
na urgência de te sentir,
Na volúpia do desejo,
que me faz sentir inteira
mas tão perdida se não te encontro,
vou vivendo só por ti
e para ti, meu amor!

Angeline
 
 INVASÃO

Amor de Alma

 
Amor de Alma
 
Amor de alma! Respira, inspira, desnuda meu ser. Encontra minha libido.
Amor de alma! Encanta, fascina, alucina meus devaneios.
Amor de alma! Me embriaga, me acalma, me torna viva.
Angeline
 
Amor de Alma

PENSANDO EM TI

 
PENSANDO EM TI
 
PENSANDO EM TI
Hoje acordei, como sempre, pensando em ti,
com o pensamento em ti.
Pensei, se estavas, também
em mim pensando..
Se ainda lembravas dos nossos momentos...
Será que te lenbravas dos beijos que trocamos?
Estarias, com o meu sorriso na lembrança?
O teu, que eu tanto amo, da minha não sai.
Hoje, acordei, como sempre,
com o coração, apertado de saudade.
cheio de amor por ti.
Querendo-te , com loucura,
sentindo ainda, o calor do teu corpo.
Tuas mãos descobrindo meus segredos.
Tua boca meus seios beijando,
num louco frenesi de paixão.
Hoje, acordei, como sempre,
esperando para encontrar-me contigo.
Para outra vez, nos entregarmos à loucura.
Para , novamente, vivermos momentos mágicos.
Ah amor, como queria que fosse hoje...
Como espero que ao final deste dia,
eu tenha doces lembranças,
para adormecer, feliz e saciada,
pensando em ti.

Angeline
 
PENSANDO EM TI

DO CHORO UM POEMA

 
DO CHORO UM POEMA
 
DO CHORO , UM POEMA
Ainda está muito forte em mim,
tua presença tão amada.
Entregue às recentes lembranças,
e à tristeza que a tua ausência me causa,
lágrimas quentes, teimosas,
descem, pelo meu rosto,
molhando o branco papel.
Vem então à minha memória,
os momentos de amor,
de louca paixão ,
em que nos entregamos,
entre carícias doces e sensuais,
roupas atiradas pelo chão,
gemidos e sussurros,
em que o tempo parou,
e a explosão do nosso amor
enfim aconteceu.
Lindos, intensos e inesquecíveis,
foram os momentos.
Resolvo então, transformar o choro,
em um poema de amor.
Este , que escrevo , a pensar em ti,
e que te dedico,
escrito a partir das lágrimas,
que a saudade de ti , teimam
em pelo meu rosto rolar.
Angeline
 
DO CHORO UM POEMA

EU e VOCÊ

 
 
EU E VOCÊ
Você se tornou tão essencial na minha vida,
que conto as horas pra ver você chegar.
E quando chega, e me diz , olá querida,
trazendo esse sorriso meigo e confiante,
meu coração também sorri, feliz,
batendo em descompasso.
E quando nossos olhares se cruzam,
a respiração quase falta,
o mundo para, porque você chegou!
Então, você me abraça,
e nossos lábios se encontram,
em um longo e esperado beijo.
Beijo apaixonado, molhado de tanta paixão!
O calor do teu corpo me aquece...
Tua voz ao meu ouvido, me faz voar...
As palavras ditas, sussurradas, provocam em mim,
ondas de prazer, e a vontade louca de ser
mais uma vez ...tua!
E a urgencia é tanta, que nossas roupas
vão ficando pelo chão, enquanto o imenso desejo
nos toma por inteiro, e na entrega total,
sem medo, sem pudor, sem nada,
a explosão de amor, nos faz gemer em delírio,
enquantoas pernas tremem, e o
coração dispara, enlouquecido!
Então, lá ficamos abraçados,
mudos, mãos entrelaçadas.
Só você e eu!
Eu e você!
Angeline
 
EU e VOCÊ

PARTILHANDO ESTRELAS

 
PARTILHANDO ESTRELAS
 
Quem és tu.? Quem és tu ,que chegaste sem avisar?
Que chegaste, como chega um amigo,
oferecendo só carinho e atenção.
Tu te tornaste meu confidente.
Ouviste meus lamentos e meus tormentos.
Dividi contigo meus sofrimentos e angústias.
Quem és tu que me dissestes palavras
de tanta sabedoria e conforto?
Entendestes e secastes minhas lágrimas,
sem nunca julgar ou condenar.

Quem és tu, que de repente viraste o jogo?
Que de repente, me envolveste e seduziste:?
Quem és tu, que me desvendas e me expões
tuas vontades e teus desejos?
Quem és tu, que o mundo me prometes e
que me dás sem reservas o teu amor?
Quem és tu, que com um simples toque,
Transformaste-me em Mulher novamente?

Quem és tu, que me aqueces
e me tornas brasa, pondo em mim,
a tua marca, como tatuagem no meu corpo?
Quem és tu, que te tornastes tão necessário,
e que me fazes feliz e inteira?
Quem és tu, que de tão necessário,
já não saberia sem ti viver?
Quem és tu afinal?
Tu?
Tu és o meu amor!!
Angeline
 
PARTILHANDO ESTRELAS

DELÍCIA DE AMAR

 
DELÍCIA DE AMAR
 
Delícia de Amar
As luzes da cidade vão se apagando!
Dentro em pouco, em seu lugar,
a luz do Sol nascerá.
E um novo dia vai chegando...
Que novidades trará?
Venha dia! Com perfumes e cores!
Empresta-me tua luz!
Inspira-me a compor
versos para o meu amor!
Venha dia! Traz o calor do Sol,
para o gelo da saudade derreter.
Vai caindo a tarde!
As luzes da cidade vão se acender!
A serena noite vai chegar.
Venha noite! Do cintilar de estrelas,
da prata do luar!
Que surpresa contigo virá?
Venha noite! De luzes e amores.
Traz aquele que amo,
para este sentimento, esta paixão,
podermos transformar,
em louco prazer,
em delícia de amar!
Como se a noite nunca fosse acabar.
Angeline

O poema pode ser ouvido nas voz da autora, em vídeo, na página principal
 
DELÍCIA DE AMAR

FEITIÇO

 
FEITIÇO
 
FEITIÇO
Como gostaria de te esquecer!
Como precisava arrancar
este amor do meu coração.
Tirar da minha retina o teu sorriso!
Esquecer pra sempre nossos momentos.
Apagar a visão do teu corpo.
Mas não consigo...
Tu me enfeitiçaste,
e agora já não tenho
como escapar deste teu feitiço.
É mais forte que eu!
Como vou te esquecer?
Não posso tirar este amor,
do meu coração.
Teu sorriso está impresso,
no fundo da minha retina.
Nossos momentos
são inesquecíveis!
A visão do teu corpo,
não dá para ser apagada.
Ah meu amor!
Mil vezes prometo te deixar
Outras tantas me esforço
para não te esquecer.
E nessa indecisão, mais e mais
me sinto escrava deste amor.
Do teu amor!
Dos teus desejos!
Dos teus beijos!
Quero ser tua!
Quero sentir tuas mãos,
a desvendar meus segredos.
Tua boca, a saborear cada pedaço
do meu corpo, em extase!
Quero sentir o gosto do teu corpo em fogo!
Quero te sentir dentro de mim,
Numa entrega total .
Quero enlouquecer
mais uma vez, nos teus braços.
E neles , deixar-me ficar,
até que o gozo venha,
em ondas de um mar de Paixão!
E nos deixe mergulhar nesse
intenso e louco prazer.
E ao final, a doce calma
e um gostoso... cansaço!
Foi Feitiço!!
Angeline
 
FEITIÇO

TU ME SENTISTE?

 
TU ME SENTISTE?
 
TU ME SENTISTE?
Esta noite tu me sentiste?
Eu estive ao teu lado,
enquanto dormias
Olhei-te demoradamente....
Beijei-te o rosto.
Teus cabelos afaguei.
E ali deixei-me ficar,
ouvindo, quieta e silenciosa,
teu sereno respirar.
Minhas mãos, desenharam teu corpo,
enquanto pareceu-me que,
ainda que adormecido,
tu sorrias pra mim.
Tu me sentiste?
Aninhei-me em teus braços.
Aconcheguei-me mais a ti.
Senti o cheiro do teu corpo,
e o calor dele, me aqueceu.
Doces foram esses momentos!
Desejei que o tempo parasse...
Que a noite não terminasse!
E fiquei abraçada a ti...
Mas a noite chegou ao fim!
E com muito pesar,
amor, deixei-te ficar...
Será que tu me sentiste?
Angeline
 
TU ME SENTISTE?

Apenas EU

 
Apenas EU
 
EU me permito ser, frágil, menina, travessa, madura, triste, feliz, amiga, briguenta, companheira, amante, cúmplice, amorosa, dona, escrava , anjo e diabinha! Mas, sobretudo: MULHER!

Angeline
 
Apenas EU

Despedidas

 
 
Minha Despedida
Creio que será permitido guardar uma leve tristeza, e também uma lembrança boa. Que não será proibido confessar que às vezes se tem saudades. Nem será odioso dizer que a separação ao mesmo tempo nos traz um inexplicável sentimento de alívio, e de sossego. E um indefinível remorso.

Venho então comunicar à Luso Poemas e aos amigos, que me afastarei , por tempo
ainda indeterminado. Ficam, aqui então, registrados, meus sinceros agradecimentos
a todos os grandes poetas e poetisas, que dedicaram tempo para ler e para comentar poemas meus
Tenham a certeza, que com todos vós, aprendi um pouco mais.
Deixo, além de um vídeo , onde existe um abraço de ADEUS.
deixo também um poema de Pablo Neruda.
Até qualquer dia
Beijinho meu
Angeline

Já não se encantarão os meus olhos nos teus olhos,
já não se adoçará junto a ti a minha dor.
Mas para onde vá levarei o teu olhar
e para onde caminhes levarás a minha dor.
Fui teu, foste minha. O que mais? Juntos fizemos
uma curva na rota por onde o amor passou.
Fui teu, foste minha. Tu serás daquele que te ame,
daquele que corte na tua chácara o que semeei eu.
Vou-me embora. Estou triste: mas sempre estou triste.
Venho dos teus braços. Não sei para onde vou.
...Do teu coração me diz adeus uma criança.
E eu lhe digo adeus.

Pablo Neruda
 
Despedidas

COMO TE AMO

 
COMO TE AMO
 
Como te amo?
Te amo todas as manhãs,
quando acordo, e
meu primeiro pensamento,
vai para ti.
Te amo, ao ouvir os passarinhos.
Eles cantam para ti.
Te amo, quando ouço
uma canção romântica.
Ela me fala de ti.
Te amo, ao ver na rua,
um casal de mãos dadas
a passear.
Neles eu enxergo tu e eu.
Te amo, ao olhar o mar.
Ele me faz lembrar... distância!
Te amo, quando cai a tarde.
Tu vens me ver?
Te amo, quando a noite chega.
E com a ela, as lembranças
do nosso encontro de amor.
Te amo em todas as noites,
e a certeza que estarás,
nos meus mais lindos sonhos.
e que , ao acordar, eu te amarei.
É assim, meu amor, enfim,
como eu te amo.!
Angeline
 
COMO TE AMO

Dores e Amores

 
 
Dores e Amores
Há dias, venho pensando: como se pode medir, ou pesar sentimentos?
Ou pesar uma dor ou medir um Amor? Impossível!
Sentimentos não se medem, não se pesam, não se comparam.
Quando muito, imagina-se!
A minha dor não pesa mais que a tua!
O teu amor, não é maior que o meu!
Da mesma forma, e partindo daí, o teu pesar não se compara ao meu.
São distintos! São únicos!

Presenciar o ser, que é a nossa própria vida, nos ser tirado , para sempre,
é como se um pedaço de nós, estivesse sendo mutilado, decepado, cortado...
Oh dor!
Como andar sem pernas? Como se enxerga sem os olhos?
Muito difícil, mas não improvável!

Em outra realidade, assistir a pessoa amada, que caminha e partilha contigo,
tuas alegrias e tristezas, que é a tua própria razão de viver, tão bela, ativa, altiva,
capaz, forte e firme, o teu porto seguro, o teu farol, que sinaliza o teu navegar,
tu a assistes definhar, Não só o corpo, mas e principalmente, a personalidade,
a essência que a distinguia dos demais para ti.

Para onde foram, ou estão indo, a beleza, o brilho do olhar, a altivez, a força,
a firmeza, a capacidade? Cadê o teu porto seguro? O teu farol perdeu a luz?
Não ilumina mais o teu caminho?
Aos poucos, e em definitivo, vês, que já não tens mais a quem amavas!
O que é que tens agora?
Um túmulo, onde chorar teu Amor que se foi?
Não! Ao invés disso, assistes diariamente, um Mal, arrancar de ti, o ser vivo,
insepulto, e que não é mais aquele, a quem amaste um dia.
Arrancaram de ti, o ser que mais amavas!
Onde estão, os atributos que o distinguiam e que o faziam ser único?
Constatas, que já não existe mais! Mas não há um corpo para ser levado ao túmulo,
uma única vez e sepultá-lo!

Não! Assistes à Morte leva-lo dia a dia, aos poucos, mas não podes sepultá-lo!
Vivo está! Mas não é mais, o ser que amaste. Este, está sendo arrancado de ti.
Não reconheces mais! Morreu! Mas vive!
Não entendes! Não tens como sepulta-lo !

Como medir ou pesar as dores?
Como comparar Amores? Impossível!
Assim, retorno ao início, para concluir.
Dores e Amores não se medem,não se pesam, apenas se imaginam!
O que dói mais? Sepultar de vez o corpo que se amou?
Ou pior será assistir o enterro diário do teu Amor

Angeline

O vídeo com o poema, pode ser assistido, na voz da autora.
Angeline
 
Dores e Amores

ENÍGMA

 
ENÍGMA
 
Enígma
Eu já estava conformada,
com a vida que eu levava.
Não esperava mais nada,
cansada! Coração tristonho!
Um dia. Nem me lembro quando.
Em meio a tantos nomes.
Misturado a tantos rostos,
o teu nome , o teu rosto,
entre todos, destacou-se.
Estranho pressentimento!
Uma pontinha de esperança!
Alguma coisa diferente,
sempre aparecias,
meu coração sentia...
O que está acontecendo?
Por que ele? O que de diferente tem?
Nunca lera teu nome!
Nunca vira teu rosto!
Não sabia, mas algo especial
tu provocavas em mim.
Em pouco tempo, teu nome
e teu rosto, avidamente
eram procurados e reconhecidos.
Hoje, fazes parte da minha vida.
Tu a mudaste!
Estamos vivendo uma linda
história de Amor.
E ainda hoje, pego-me, fazendo
a mim mesma, a mesma pergunta.
Por que ele? O que ele tem de diferente?
Perguntas sem resposta.
Angeline
 
ENÍGMA