Poemas, frases e mensagens de Ivaneti

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de Ivaneti

Desilusão...

 
Você disse que não existo...
E me deixa triste...
Disse que na minha vida
Só esta de passagem...

Meu coração faz perguntas...
Pede apenas pra você ficar
Minha pele quer seu toque...
Meu desejo por te querer chora

Os dias parecem noites...
Choro toda hora
Entre quatro paredes...
Só sei gritar seu nome

Porque não diz nada...
Parece rir do meu sofrimento
Não sabe o quanto doí essa paixão

Vivo aquí ouvindo a ilusão...
assistindo televisão, no silêncio...
Da própria vóz, com o coração na mão.

Ivaneti
 
Desilusão...

Quem Sou?

 
Quem me disse, assim, ja se foi
Dois amores perdidos na história
Dois sentidos unicos, sem rumo,
Dois rios que se afoga sem se tocar.
Quem sou? ou quem será?
Sem o dia ou sem noite, sem se revelar
Que mistura e essa?
Triste de alegria e vivendo na solidão!
Então quem será que me disse assim
EU TE AMO ASSIM
Foi assim que me chamou
Foi assim que cheguei
Foi assim que te amei
Te encontrei e chorei
Nem viu meu estado emergente,
Nem perguntou se precisava
Restaurar este coração
Mais foi assim
Entre o sim e o não
Que me amou!!!
E se foi em vão.
Autora: Ivaneti Nogueira
 
Quem Sou?

Nossas Almas...

 
Quando abracei o travesseiro, busquei teu rosto...

Tua imagem se fez chuva escorrendo nos meus olhos,

Lacrimejados no amor e na saudade desceram as lagrimas ,

Gritava por seu nome... e na noite escura lá fora a solidão,

Brigava para entrar!

Eu só queria abraçar o teu corpo! e jogar fora esta dor!

Mandar embora os fantasmas que acordaram meus desejos!

Queria deixar nosssas almas saciar na fome amor!

Queria entrar na sua lua e descobrir suas fantasias!

Seus mistérios e empreeguinar-me de mansinho...

Na estrada dos seus sonhos!

E por um instante despir sua alma junto a minha...

E viver eternamente esse romance que nunca acabou!!!

Ivaneti
 
Nossas Almas...

Amor de Primavera

 
Amor...intenso...imenso
Infinito sentimento
cravado no peito
Onde a dor da Saudade
Vivendo no tempo
Que corre contra o vento
Que alimenta meu coração
Que trás na primavera
Lembrança de outrora
Como duas almas gêmeas
Em forma de beija-flor
Buscando o néctar do amor
Sentindo o perfume suave
Despendendo neste jardim intenso
Palco de nossas páginas escritas
Testemunho de juramentos
De juntos sempre ficar
E hoje de intenso a vazio
A lembrar tua partida
Sem dizer adeus
Venho te homenagear
Junto as flores a lembrança
No jardim da esperança
De quem me ensinou a amar
A quem fez feliz
Que hoje em sombras do passado
Dos vestígios deixados
Vive na saudade
De uma primavera feliz.
 
Amor de Primavera

O Encontro... Referência ao Acidente da TAM

 
O Encontro...

Naquela noite, tinha um brilho perdido sobre a sombra do luar
Aquecendo a imensidão lá dentro da escuridão...
Senti medo! um medo sem explicação! apenas um rápido clarão...
Vedava meus sonhos... cegava meus olhos nas curvas sem fim.

Parecia um estrondo de uma tempestade! não deu tempo de pensar
Atravessamos um universo de multidões, eu não estava lá!
Luzes inércia mergulhada nas palavras surdas sem sentido...
Sem sons! Sem sinal... sem vida! Não deu tempo pra pensar!

Um apagão! uma distância sem cérebro, sem filhos...sem mãe...
Sem pai... sem irmãos que estavam apenas na beira da razão!
Uma grande e infinita distância nos levaram ao encontro...
Onde havia somente uma porta sem saída, sem janela...

E do alto um trovão silencioso que nos chamava para um vão...
Onde fomos todos recebidos por um homem chamado JESUS!

IVANETI
 
O Encontro... Referência ao Acidente da TAM

Meu Cardiologista...

 
Meu Cardiologista...

Fui simplesmente fazer uma consulta ao meu Cardiologista... como já fazia
tanto tempo... ao chegar fiquei esperando a minha vez... já que o atendimento era por chegada... enquanto esperava... De repente a secretária pediu que entrasse... estranhei havia acabado de chegar e tinhas umas cinco pessoas na minha frente... fiquei surpresa... O porquê? Porque me chamou...
Por fracções de segundos imaginei... será que sente o mesmo... Não!
Não pode ser...
Entrei e estava no banheiro... saiu e seus olhos se encontraram com os meus... Senti um frio na barriga quando ouvi sua voz a dizer-me quanto tempo que não a vejo...
Pensei que depois da última consulta não mais viria aqui.
Depois da minha declaração de amor não voltaria mais...
Não sabe o martírio que tenho passado pensando em você...
Todos os dias!... Os meus dias são iguais...
Em minhas noites fico vagando de um lado para o outro... e tudo se tornou um grande tormento em minha vida... estive procurando a mim mesmo por onde andaras o meu amor... o que estará fazendo... e todos os meus dias foram assim...
Não imagina a felicidade da sua presença hoje aqui...
Enquanto se declarava eu apenas observava, mas eu precisava parar aquele assunto…
Então pedi que não falasse mais nada...
E nada adiantou, continuava a falar… falar da sua vida... do seu amor...
E meu coração acelerava... minhas pernas tremiam...
Eu achava que ia cair naquele momento de tanta emoção...
Mas a minha vontade...
Oh! quando vi ... eu já estava calando a sua voz com meu beijo...
Estava de corpo e alma naqueles lábios quentes que me chamava para o amor...
Quanto tempo ... Há quanto tempo não mais sabia o gosto de um beijo...
E eu apenas deixei meus desejos aflorar... então não queria lembrar do meu casamento...
Dos dias tristes que vivo ao lado de quem não amo, e que nunca tive forças para me separar...
Mãe de quatro filhos... Ainda pequenos... Precisavam de um pai e uma mãe...
Parecia que não merecia viver aquele momento... Aquele amor... Aquela vida...
Então naquele dia eu disse toda a verdade. O porquê o nosso amor não podia ser...
E ele, tão carinhosamente, me respondera que não se preocupasse com nada...
Cuidaria dos meus filhos como se fossem dele...
E para mim daria todos os seus dias e todas as noites eu teria os seus beijos o seu
corpo...
Que o nosso ninho seria completo...
Eu seria a deusa da sua vida...
Queria apenas que lhe esperasse a todas as tardes em nosso ninho de amor...
Que aceitasse aquele coração tão sofrido, pois não queria mais chegar em casa e ver o vazio da sua sala...
Da sua alma...
Não mais queria chorar no escuro daquele quarto!...
E o que queria na verdade agora era viver e mandar embora os fantasma que o faziam sentir fraco... Sem vida, que tanto lhe atormentavam…
Eu estava ali... e precisava tomar uma decisão. Simplesmente deixei a razão de lado e atendi os apelos do meu coração...precisava mudar de endereço...
O endereço da minha vida....
Do meu destino....
E hoje... Hoje depois de vinte anos, meu coração continua de poupa em ventos... e eu continuo aqui...do seu lado... sendo a sua rainha.... e ele o meu verdadeiro amor!

Ivaneti
 
Meu Cardiologista...

Coração Palhaço

 
Coração Palhaço

Este coração é apenas um palhaço

No circo da vida busca o palco

Para suas apresentações

Onde em um passe de mágica

Esconde toda sua dor!

Onde toda farsa é natural

Vive fora da realidade

Anda só na solidão

Na platéia Busca toda atenção

Para aliviar a sua dor

Na alma mora a tristeza

É infeliz, mais finge ser o que não é!!!

Veja só! Estar perdido mendigando feito um cão sem dono!

Por apenas um pouco de amor

Não tem onde morar, não há quem chore a sua falta!

Toda a noite faz seus trabalhos mostrando ser feliz

Que contradição!

A vida é mesmo assim onde uns rir outros choram de dor

É preciso ser forte e para se apresentar

Porque vive de sua platéia

É apenas um coração palhaço que não encontra lugar

E faz do seu show

Sua inspiração para sobreviver

Sempre foi assim...

Mostra o sorriso para esconder sua dor

Na vida vai seguindo onde todos os sonhos

São expostos no grande circo da ilusão

É mais um palhaço escondendo sua verdadeira identidade!

Disfarçando em fantasias esperando os aplausos da platéia

Onde no fim de cada apresentação sente sua falta

E leva para casa a paixão e dor

Em casa tira sua mascara de palhaço e no lugar dos risos

As lagrimas deita e rola de rir...

Sou eu esse coração palhaço

E esta apresentação e para você

Só falta suas palmas

Para preencher o vazio

Deste coração de palhaço!!!

Ivaneti Nogueira
 
Coração Palhaço

Lagrimas...

 
Lagrimas...

Fabrica de lagrimas enrolada na fronha do travesseiro... guardando noites enrubradas na tequila da solidão... no monte dos ansiões... tristes dores... que faz da amargura o silencio dos vãos... só lamento não mais dormir na sua cama... e cobrir seu corpo em madrugadas fria... teu silencio não me castiga... porque sou na sua sorte a luz que amanhece seu dia... foste sempre a dona do meu coração... fizeste-me sofrer na imensidão deste paraiso... então não vieste por acaso... Oh! ainda sou seu dono!... na ausencia da sua fronha... fui cúmplice das noites embriagada de desejos derramados no seu corpo... deixando na sombra o brilho das estrelas... em seus sonhos esconde uma guerreira solidão... pingo de esperança nasce!... e por alguns instantes uma cama fria encontra a felicidade do tamanho de um oceano... um encontro... seu olhar... as lembranças são as marcas deixadas neste quarto... onde repousa... os meus olhos que acorda sua noite.... com o soluço de dor... triste dor de uma grande saudade...
 
Lagrimas...

Minha Liberdade...

 
MINHA LIBERDADE...

Sou eu, nesta gaiola
Com a porta aberta, olho para fora,
Preciso de ir embora!
Não tenho coragem…
Quando amanhece, bate forte o sol da liberdade!
Procuro o "EU" para voar,
Mas o peito parece falhar,
É tudo uma triste ilusão!
A garganta sufoca o medo de ser livre!
É o medo de ser feliz!...
Quando anoitece, o luar é meu companheiro.
vejo a energia da terra, mas a do ar.
Me faz fraquejar...
Fico aqui cabisbaixo... pensando na vida...
Enquanto muitos correm em busca da sua…
Amada... vejo a felicidade lá fora indo embora...
E minha gaiola livre com a porta aberta...
O sonho fica preso aqui dentro do peito.
Enquanto a coragem é a única chave da minha liberdade...
Vejo a solidão minha eterna companheira...
Porque as minha asa não têm vida para voar...
Sou mais um canarinho triste a cantar...

Ivaneti
 
Minha Liberdade...

Amor Real...

 
Como viver sem falar de nós dois...
Como acordar e não te-lo aqui,
Como é triste minha sina, de sonhos...
Que dor atravessada na minha alma.

Como queria não viver de ilusão,
Poder conter a emoção
Como eu queria!
Ficar mais um dia com você!

Amor! amar! até meu coração cansar
Cansar de ser sua... de continuar!
Eu só queria te ter mais uma vez!

Poder imaginar você
Como um amor real!!!

Ivaneti
 
Amor Real...

PARTIDA...

 
Sozinha nesta noite fria
Lembrando a tua imagem
Vejo ir embora a alegria

Teu olhar, meu ponto de partida
Teu amor insano, minha loucura
A cada estação, lembro tua ida

Nada é pior prá gente, amar
Alguém que partiu prá longe
Deixando nosso amor sem acabar!

Porque fostes cruel, assim, comigo
Não levaste meu amor consigo,
Se meu coração foi sempre teu amigo!

Ivaneti
 
PARTIDA...

Soneto de um bêbado...

 
Aquí... onde as cores se embaralham...
Sentado nesta mesa de um botequinho...
Sou eu! apenas mais um, nesta madrugada...
Com as mãos trêmulas... ainda consigo segurar
Neste copo... mais um gole de cerveja!...
Sou eu seu moço!...perguntou qual o meu trabalho?
Sou representante senhor!...
Represento a dor...vendo apenas ilusões...
E recebo no final do mês um bom salário...
O salário das fantasias...na minha história...
A solidão é que manda... manda as lagrimas... Correrem... para buscar na saudade...
O meu amor... trazendo apenas o gosto da cevada
Aquí ninguém sabe quem sou!...
Nem porque choro!
Mas na minha vida...Senhor... a única que tem razão...
É a própria solidão!...

Ivaneti
 
Soneto de um bêbado...

Desejo...

 
Foi você que mudou a direção do meu destino
Em seus beijos... sentí teus lábios...
Tive mêdo da paixão... seu amor me deixou zonza
Se podesse transcrever minha dor,fazia uma canção
A lembrança do seu corpo, faz meu sangue ferver
Te procurei com vontade de te ver
Querendo apenas encostar em teu ser
A cada momento que penso em você...,
Uma dor atravessa meu peito, como o arco iris no céu...
O corpo fica agonizando, suspirando querendo você
Rastrei sua pele pelo seu cheiro...
Deixei minha febre te sentir...
Em sua cama... busquei a luz de teu olhar
Um encontro...dois corpos,tomado no desejo
Gritei no silêncio da noite!
Perguntava e eu respondia...
Numa explosão de alegria...
Pois enquanto houver dia...
Meus desejos será teus...

Ivaneti
 
Desejo...

Um Brilho no Olhar...

 
Um Brilho no Olhar...

Porque este brilho em teu olhar
Se tua estrela vai mal
Se teu coração só faz chorar
E o meu sempre a te chamar

Que noite triste! tudo vazio!
Sem você tudo fica frio
Doí demais ver a sua dor
Me sinto um fantasma junto a ti

Me dê uma força destino ingrato
Mostre-me a direção do coração dele
Não quero morrer de paixão...

Se ele estiver com ela, me avise
Só quero saber! prá nao sofrer
Porque deste jeito nao vale a pena viver

Ivaneti
 
Um Brilho no Olhar...

As Turbinas...

 
Eu não consigo, pensar na vida
Sem ter você... Sem chorar...
Sem sentir seu cheiro...
De um sorriso a dor....
Das rosas aos espinhos...
De um coração apaixonado!
Que reclama... chora...
E grita a sua dor...
Pedindo por um milagre...
Sentíndo na pele ...
O toque de seus lábios...
Querendo apenas extravassar
Em seu desejo...
Buscando de tão longe...
As delícias e o sabores...
Sem saber se dia ou Noite...
E o tempo passou...
O nosso amor parou...
Nas queimadas de agosto
Nasce uma nova vida!
E uma turbina de pensamentos
Chega ferindo minhas Noites...
Deixando em agonia esse corpo...
Que empreguinado nas lembranças
Deixaram apenas os vestígios...
De um belo passado, de uma emoção
Em que outro corpo...
Foi a razão do meu viver...

Ivaneti
 
As Turbinas...

Tempo...

 
Nada esta normal... estranho esse tempo!
Não sabe se chove, ou se venta
É o meu amor chorando de dor
Não sabe se vai... ou se fica!

Adoro pisar na areia... andar na chuva!
Molhar os cabelos... esfriar a cuca
Viver na corda bamba, sem pensar na rua
Esquecer que a vida e feita de mentiras!

As pessoas parecem amigas...mostram sorrisos!
Tomam bebidas, para viver uma falsa vida
Amigos de bares e mesas, nem sabe onde estão!

Mais sera que vale a pena beber, para esquecer!
Sofrer por alguém, que nem pensa na gente, será!
Que vale apena perder tempo chorando por voce.
 
Tempo...

Meu msn...

 
Quando entrei... em busca do seu amor, não te encontrei...pensei não atravessei o oceano, pra ficar sozinha... não sabia do tamanho do meu amor... eu somente sentí a sua importância em minha vida... quando eu te busquei e não te encontrei... nem sequer no encontro marcado...e do outro lado... quando lhe entregava todo meu ser... meu amor... e tudo em toda minha volta ficava tão colorido... tudo porque eu tinha você... no meu msn ... e eu te amava... a cada encontro eu te amava... cada vez mais... sentía o coração gritar pelo seu amor...e naquele computador eu me agarrava como se fosse o único caminho que me levava ao teu encontro...a espera ja não era mais uma espera... era o começo do fim... o dia mal começava e eu ja estava louca em frente ao computador esperando a noite cair... para nos entregarmos em uma sintonia ... onde apenas a tecnologia era a nossa única cumplice e testemunha do nosso grande amor.
 
Meu msn...

Aniversário...

 
Hoje...
Me encontro sózinha, com olhar perdido...
Vejo o tempo indo embora, sol e chuva!
Nen sei! meus pensamentos velozes
Numa velocidade, cortando o vento!
Uma vertígem, uma sensação de alegria
Passando pelo meu corpo um arrepio!
Uma imensa felicidade!
Em meio o nevoeiro só lembranças...
Oh! seu aniversário! é seu aniversário!
Nossa! hoje é seu aniversário!
Que dia lindo! ensolarado como sua alma,
Parabéns querido! parabéns por toda vida
Que sua vida seja contaminada de gotas divinas
Que sua estrada seja iluminada
Como arco íris aquecendo o mar!

P A R A B É N S

Ivaneti
 
Aniversário...

Hoje...

 
Hoje!

Hoje! Hoje colocarei um ponto final !
Estou mandando embora tudo...
O grande amor, que só me fez sofrer,
Quero tirar esse espinho do coração.

Hoje! Agora! não mais serei seu palhaço,
Não serei o ator a apresentar a história...
Em que sou a peça principal, da solidão!
Não! Definitivamente não serei eu!

Não ! não terá o gostinho de me ver chorar,
Minha vida não vai entrar no teatro...
Onde a atriz é que me faz chorar!

Hoje! Sou o livro escrito pela suas mãos,
Não serei lido! Pois estarei apagando...
A pagina que fala de nossas vidas!

Ivaneti
,
 
Hoje...

Quando o Silencio me Fez Refletir

 
Quando o Silêncio me Tocou...

Quando o silencio me fez refletir
Lá no fundo dos meus sentimentos
Acordei as lembranças guardadas,
Sempre pensei em ti, meu amigo.

Sem saber que estavas sempre comigo
Viajando dentro de mim, lembrei,
De teus olhos, olhando os meus...
Alfinetou meu coração, então sofri!

Foi quando percebi, será amor
Oculto que sempre senti por ti?
Foi assim mais que de repente!
Buscando na saudade a tua imagem

Sem saber que ali, existia um grande amor!
Sem querer meus pensamentos saíram,
Em uma velocidade buscando aquele,
Que dentro de mim se escondia.

E em meus olhos agora carrego as lagrimas
Que percorrem a distancia que estou de ti, moreno!
Deste corpo com frescor de frutas suculentas
Com teus cabelos negros misturado ao tempo

É que busco teus lábios para aquecer o frio
Que queima os meus querendo os teus.

Autora: Ivaneti Nogueira
 
Quando o Silencio me Fez Refletir