Poemas, frases e mensagens de marcioBELGIUM

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de marcioBELGIUM

Pedaços de Mim

 
As sombras das lembranças,
Como num marco d’esperança,
Tapam o sol que queima,
E resiste, e cobre, e teima...

Insistente no castelo
De penumbras, mas sempre belo,
Dos tempos já idos,
Passados, sonhados, enternecidos.

E arranca-os para o papel
Cada resquício que se perdeu
Ou que escondeu-se atrás do véu.

Até que cada lembrança
Rasgue as sombras, e veja a criança
Que ainda vive, e não morreu.

Mas dilaceram, e arrancam, sim,
Cada verso, segredo, como num motim
Invadem insistentes as lembranças,

E remoem, ruminam,
E pra terminar terminam
Arrancando Pedaços de Mim...

Obs.: copias livres...peço somente divulgar autor Marcio Araujo - Jussara/GO
 
Pedaços de Mim

A vida anda!

 
Quando eu te ver, já nei sei mais
se terei a ternura, no olhar,
do quanto eu queria te dar!

Estava tudinho aqui, dentro,
era so pegar e voce nao quis...

Agora vê, como a vida é engraçada:
Apostei todo amor que tinha,
E você quem perdeu tudo, e eu nada!

Hoje não me venha com falsos olhares,
com ares de quem quer tudo outra vez...
A vida anda, eu te falei...

Carinhos... beijos... companhia
Quem sabe talvez encontre outros
nos caminhos teus...

Mas nunca, jamais serão como os
Que um dia voce teve e nao quis: OS MEUS!!!
 
A vida anda!

VOU ATRÁS DO MEU SER(TÃO) GOIANO

 
VOU ATRáS DO MEU SER(TÃO) GOIANO
(pequena homenagem à minha cidade de Jussara/GO/BR)

vou atras do meu sertao...
vou buscar o que tenhu
o que é meu...
buscar as lembranças
que dormem,na serra,
na canção que encerra
a presença de Deus

Ate mais!! Adeus! Estou partindo
em busca do que é meu
Vou atras das minhas saudades
pois a vida nao pára
Me espere, minha serra, Meus Goiás...
Minha Jussara

fui buscar tão longe
as flores
e da vida, os dissabores,
pensei terem ficados lá
ter deixado uma vida
e buscado outra...
ter quebrado uma flor
e cheirado outra

mas me espinhei!

vi que flores são iguais
por mais que nao tenham
espinhos, espalhados no
caminho
parecem todas perfumadas...

algumas colhi pra mim
outras, deixei plantadas
mas a maioria arranquei pela raiz
para vê-las murchar ao sol,
para não mais brotarem onde arei...

ate mais! Estou voltando pra lá
onde a vida tem mais graça,
de onde, sempre, sem lamento,
nunca saiu meu pensamento

Ate mais!! Adeus! Estou partindo
em busca do que é meu
Vou atras das minhas saudades
pois a vida nao pára...

Me espere, minha serra... Meus Goiás...
Minha Jussara
 
VOU ATRÁS DO MEU SER(TÃO) GOIANO

PERSISTÊNCIA

 
PERSISTÊNCIA
 
Desistir? Não vou!

Sei que apanho (pedras)
Sei que bato (nos sentimentos)
Sei que subo (as ladeiras da vida)
Sei que desço (e curo as feridas)

Desistir?? Não vou!

A cada passo
Que caminho descalço
Um calo a mais
E me faço

no meu caminho

Desistir?? Vou...

mas daqui uns 456 anos...

...e talvez!!

Vens?
 
PERSISTÊNCIA

Sangra

 
Sangra

Sangue que verte do meu passado
Sangra minh'alma, "com'um" cordeiro.
Doce sangue, sangue dourado,
Sangue que morre, em mim, traiçoeiro

Saudades deságua nas veias
E molha o sono, que me rodeia
E como o pão que come o diabo
Como o mostro preso nas teias

Vou vivendo o doce sangue
Da morte, da vida inteira
Do passado que eu nem escolhi

E do futuro que vivo calado
Da dor que grita a sorte
Confiança nas mãos do homem

Que me pintem essa cor da morte!
 
Sangra

Cacos...

 
CACOS...

Pelas portas da minha vida vazia
olho meus quintais esvaziados pelo tempo

Pelas janelas embacadas de sonhos vividos
relembro cada pedaco de esperanca perdida

Pedacos de uma vida vazia...
Fragmentos de um vaso sem flor...
Vida sem cheiro
Aquarela sem cor

Ainda tento remontar os cacos
Que cortam meus pes, minhas maos,
Minhas saudades

Cortam ainda os residuos de esperancas
que encalcam a minha vida vazia
 
Cacos...

Carro-céu

 
Carro-céu...

Todas as minhas saudades brincam no carro-céu do tempo:
Umas, sorrindo... Outras: sofrendo!

Vão e voltam. Sorriem e choram.
Outras me odeiam, mas muitas me namoram.

Queria aquele cavalinho. O branco!

No carro-céu da vida, não temos escolhas.

Luz alta no escuro,
Dirijo em toda esquina.
Desviando contra o muro
Derrapando em casa sina
 
Carro-céu

ABSTRAçÃO

 
ABSTRAÇÃO

Em rostos abstratos
Vejo traços,
E retraço cada pedaço de mim.

Em vidas indefinidas
Vejo pedaços.
E me completo,
Em saber que poderia
Ser bem pior,
E ainda me quis assim...
 
ABSTRAçÃO

Instinto...

 
A luta pela vida é instinto...
Uma parte de mim já morreu...
O que resta, é labirinto!
 
Instinto...

CHEIRO DA MORTE

 
A vida gira, e o mundo roda...
Giro no mundo e ele roda em mim...
Alabastros, cravos, jasmim...
Que perfume é esse?

Tudo está perdido.
À espera de um milagre.
Esse perfume é o inicio do meu fim!

Não tem cheiro, nem cor,
Nem rancor ou algo assim...
Descrevo como o perfume da morte,
Cheira a algo, como sorte.

Esse perfume?? É o inicio do meu fim!

MARCIO _ BRUXELAS, OUT 2009
 
CHEIRO DA MORTE

RIO CORRENTE

 
RIO CORRENTE (homenagem ao Rio Corrente, ao Oeste da Bahia)
(tambem musicado)

Venho pedir-te nessa canção:
Leva ao horizonte saudades lá do sertão...

Nas noite frias, com o seu clamor
Faz mais forte a lua,
brilhar em explendor...

Leva lembranças desse filho teu
Que canta, e em lágrimas sente...
Rio Corrente...

Quantas belezas infindas ao luar
Quanto sol rebrilha,em suas àguas
A brilhar...

Sua beleza acorrenta a gente
O Brasil se orgulha de vê-lo tão belo,
E sempre...

Leva lembranças desse filho teu
Que canta, e em lágrimas sente...
Rio Corrente...

Com seus banzeios, do céu tens a cor,
N'àgua tens milagres: cura a minha dor!

Santana/BA, Novembro de 2006
 
RIO CORRENTE

Suplicáz - Oração da Saudade

 
SUPLICÁZ - Oraçáo da Saudade

Oro-te, Deus Bom, oro-te...

O mau, aos meus amigos, não conheça...
O bem, ao inimigos, inunda-os...

Nunca, Oh Pai, suplico-Te, nunca Levais de mim as lembranças!

Oro-te, Deus Bom, oro-te,
Abra-me os Céus, e deixe entrar
ao menos minhas saudades

Amém !
 
Suplicáz - Oração da Saudade

Viajante do Tempo

 
De tempo em tempo,
De tom em tom,
Vou seguindo, vou voando,
Buscando nos googles da vida
Um motivo a mais para continuar vivendo,
Como no útero materno o faz uma criança.

E cada pesquisa, a cada uma mais,
Descubro que a coisa não é bem assim.
Posso estar perdido no tempo,
Mas ele também está perdido em mim.

E isso me torna Fenix,
que não ressurge de CINZAS,
Mas de COLORIDAS asas aladas de

esperança!
 
Viajante  do Tempo

CONTEMPLANDO A NOITE

 
CONTEMPLANDO A NOITE

Ah, noite fria, noite calma,
Escura, que irradia e
ilumina minh’alma.

Ponho-me a pensar em cada
Minuto da minha vida
Como se fosse o fim eu
Não mais pudesse te contemplar.

Noite escura, de muitos amores,
Como as flores cheirosas do campo
Tu te findas a cada aurora
E, assim que vais embora
Minh’alma cai em prantos...

A manhã clareira meus olhos.
“Deixarei” o sol reinar,
Pra que na próxima noite,
(ah, noite),
Eu possa te contemplar.

(Direitos autorais reservados)
(vencedor do 3 e 4 concursos de poesias e prosas da Faculdade de Anicuns/GO 2001
 
CONTEMPLANDO A NOITE

POEMA DO ENCANTAMENTO

 
POEMA DO ENCANTAMENTO

Muito além do vôo do mais altivo pássaro,
E inferior até mesmo ao menor dos pardais...

Mais extenso que o maior e vasto dos oceanos,
E como se afogando numa singela e rasa gota d'agua...

Tão escuro quanto a mais poderosa das magias-negras,
E outra vez me sinto suscinto e encantado com o mais simples olhar

Bem mais claro do que a pura luz do sol, ou que as estrelas possam reluzir,
E mais uma vez, me vejo cego

quando simplesmente

te aproximas de mim![color=0000CC]
 
POEMA DO ENCANTAMENTO

CANTIGA PRA NINAR UM GRANDE AMOR

 
CANTIGA PRA NINAR UM GRANDE AMOR

- Deita aqui, meu amor,
No calor dos meus carinhos
Mas deita devagarzinho
Sem qualquer murmúrio, viu ?

- Encoste aqui suas sedas,
(Algodões negros, mas doirados)
E durma, meu benzinho,
Mas deixe esses céus fechados !!!

- Desisto !

- Cantar essas palavras tento,
Sei que é impossível,
Mas advera:

- Pois como esta pode
Gritar mais alto
Que você: poesia mais bela ???

Marcio Araujo
 
CANTIGA PRA NINAR UM GRANDE AMOR

Ideação - idéias em ação

 
?
m i n h a
i d e i a
I D E A ç Ã O
i n D e x a ç ã o
i n d E c i s ã o
I D E A ç Ã O
a ç
Ã
O
?
Minhas idéias em ação !
 
Ideação - idéias em ação