https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Meninos

 
Há nos rostos
dos meninos
e nas lágrimas
que já não choram
mil gritos emudecidos
da sua alma já rouca
de esperança tão pouca

Que as mãozitas
já cansaram
de buscar p´rá sua vida
a tal bola colorida
que o poeta cantou

E os avanços do mundo
jazem estagnados no fundo
da espera desses olhinhos
tão esfomeados de paz

Enquanto ódio e dinheiro
forem estandarte primeiro
sempre os meninos esquecidos
maltratados pela vida
verão apenas cinzenta
a bola mais colorida

Nita Ferreira

 
Autor
NitaFerreira
 
Texto
Data
Leituras
687
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
5
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Sterea
Publicado: 30/11/2009 16:29  Atualizado: 30/11/2009 16:29
Membro de honra
Usuário desde: 20/05/2008
Localidade: Porto
Mensagens: 2999
 Re: Meninos
Gostei tanto!... Quando puder, quero ler mais, acho que nesta fonte a luz tem um brilho maior...

Enviado por Tópico
Freya
Publicado: 30/11/2009 16:32  Atualizado: 30/11/2009 16:32
Super Participativo
Usuário desde: 11/04/2009
Localidade:
Mensagens: 108
 Re: Meninos
uma ternura de poema
**

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 30/11/2009 17:15  Atualizado: 30/11/2009 17:15
 Re: Meninos
Belíssimo poema, uma terna e profunda reflexão.

Parabéns

Marialuz

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 30/11/2009 18:06  Atualizado: 30/11/2009 18:06
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: Meninos
Não é de agora - nem parece estar a melhorar - mas o sofrimento e a injustica não parecem distinguir fachas etárias.

Um abraçooo!
Abílio

Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 30/11/2009 19:33  Atualizado: 30/11/2009 19:34
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14852
 Re: Meninos p/ NitaFerreira
Oi Nita

Pois cá está o grito de alerta
para que se de mais atenção
para aqueles que choram calados
sem qualquer intenção, apenas
se sentem abandonados pela
triste vida dos que vivem a
pensar e entender que o mundo
é feito de dinheiro....(pobres coitados)
que esquecem a bondade de coração para
viver a vida da banalidade

excelente reflexão

Beijinhos no coração