https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

O Corredor, a Porta e o Crucifixo

 
Sujo de pecado, ponho de volta
o crucifixo em meu pescoço.
Eis o vértice descerebrado
de minhas condutas pseudo-maniqueístas.
Ouço passos na escada e batem à
minha porta. Mas há muito ela não se abre
e não digo boa noite ao estranho.
O corredor à noite, pouco iluminado,
é a minha alma entorpecida de
dúvidas e descasos.
As batidas se repetem, mais fortes do que antes.
Me incomodam e faz o meu sono ir embora.
Abro a porta que range e me atira
num futuro desconhecido. Do lado de fora
eu mesmo me cumprimento.



São Gonçalo, 03/08/2009

 
Autor
RomuloNarducci
 
Texto
Data
Leituras
1247
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
8 pontos
8
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
RoqueSilveira
Publicado: 30/03/2010 17:07  Atualizado: 30/03/2010 17:07
Colaborador
Usuário desde: 31/03/2008
Localidade: Braga
Mensagens: 8204
 Re: O Corredor, a Porta e o Crucifixo
Está bom o texto...


Enviado por Tópico
shirley
Publicado: 30/03/2010 17:09  Atualizado: 30/03/2010 17:09
Da casa!
Usuário desde: 22/06/2008
Localidade:
Mensagens: 351
 Re: O Corredor, a Porta e o Crucifixo
Gostei do que li, muitas vezes só nós mesmos que podemos nos resgatar da escuridão.




Enviado por Tópico
joseluislopes
Publicado: 30/03/2010 17:45  Atualizado: 30/03/2010 17:45
Colaborador
Usuário desde: 22/03/2009
Localidade:
Mensagens: 3351
 Re: O Corredor, a Porta e o Crucifixo
Gostei imenso do texto.

Um pouco de mim, principalmente às noites

Um abraço

JLL