https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Saudade : 

Sonho

 
Lembrei-me hoje de ti, amor,
Como quem lembra da infância.
Senti nos pés as ondas do mar
E na cara, o sol quente de Julho.
Sentei-me então na fina areia,
Dei por mim errante, a chorar...
Por esse poema inacabado
Que a vida não me deixou recitar.


Fui à floresta porque queria viver profundamente,sugar o tutano da vida e aniquilar tudo que não fosse vida.E não,ao morrer,descobrir que não vivi. (Dead Poet Society)

 
Autor
Paula Correia
 
Texto
Data
Leituras
852
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 06/07/2007 19:06  Atualizado: 06/07/2007 19:06
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14956
 Re: Sonho p/ Paula Correia
Querida poetisa

A saudade é algo tão perturbador
que muitas vezes queremos sentar
e nela deixar perdurar a dor...

Beijinhos no coração

Enviado por Tópico
Paulo Afonso Ramos
Publicado: 06/07/2007 20:45  Atualizado: 06/07/2007 20:45
Colaborador
Usuário desde: 14/06/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 2094
 Re: Sonho
Um bonito cenário evadido pela tristeza... da saudade.
Bjo