https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Tristeza : 

Anónimo

 
Fujo sem destino.
Tento evitar todos estes sentimentos
Que me assolam.

Escondo-me no mundo da Falsidade
Até as minhas palavras me parecem ridículas
Sem qualquer ponta de verdade!

Onde está o verdadeiro
Criador de todos os meus poemas?
Onde está o meu coração?
Onde está a verdade?

Por quanto tempo terei de viver
Neste mundo de falsas expectativas?

Quem sou eu senão nada,
Como poderei continuar a fugir
Desta saudade, desta agonia?
Como continuarei em frente?

Vejo o meu caminho tão escuro…
Tão frio, tão sombrio…
Quero esconder tudo isto
Que me persegue…

Mas algum dia terei de ceder,
E é esse dia que temo.
Como o pássaro receia a escuridão,
Eu receio a incompreensão e a solidão!


Poemas originais por Tânia Oliveira (Direitos reservados)

 
Autor
Tânia
Autor
 
Texto
Data
Leituras
3254
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Paloma Stella
Publicado: 25/07/2007 18:03  Atualizado: 25/07/2007 18:03
Colaborador
Usuário desde: 23/07/2006
Localidade: Barueri - SP
Mensagens: 3514
 Re: Anónimo
Bela construção.
Gostei da intensidade.

Beijinhos