https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

Esperança

 
Quantas vezes eu não toquei o vazio,
na esperança de te sentir.
Quantas vezes eu não ergui a minha mão,
com vontade de acariciar o teu rosto ... ou secar uma lágrima.
Quantas vezes eu não fechei os meus olhos,
para poder visualizar a tua boca sorrindo...
enquanto eu sentia que tu
sorrias... do outro lado.

Sinto tanto a tua falta...
Falta do teu calor...
Falta dos teus beijos...
Falta do teu olhar...

Mas a tua voz aquece-me , acaricia-me ,
embala-me nas minhas noites vazias...
E a esperança preenche os meus sonhos.
A esperança de que não tarde o próximo dia em que nos vamos encontrar.
E de que não tarde, o dia em que não nos vamos mais separar...Afinal, "a esperança é a última a morrer"


Poemas originais por Tânia Oliveira (Direitos reservados)

 
Autor
Tânia
Autor
 
Texto
Data
Leituras
4397
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 07/02/2008 01:27  Atualizado: 07/02/2008 01:27
 Re: Esperança
Quantas vezes eu não toquei o vazio,
na esperança de te sentir...potente esperança!!! bj

Enviado por Tópico
De Moura
Publicado: 07/02/2008 01:43  Atualizado: 07/02/2008 01:43
Colaborador
Usuário desde: 10/12/2007
Localidade: USA / NJ
Mensagens: 752
 Re: Esperança/ P Tânia
Tânia muito lindo este poema... cheio de esperança...

Quando um amor ou alguém querido está longe de nós nos refugiamos na esperança para nos dar o calor persico.

Beijos, Alcina