https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Esperança : 

Num morrer, lento,lento

 
Tags:  sonhos    giestas    alma esmorecida    vida esquecida  
 
NUM MORRER LENTO, LENTO


Na campina dormem as cegonhas
As giestas tudo odoram com sua flor
Enquanto tu sonhas
Já sonhos brancos, sem cor.

A Vida deslizou rápidamente
Mas nem tudo está perdido!
O mais tardar, já a noite regressa finalmente
Com ela o silêncio, e tu vazia como se nada fizesse sentido.
Só te resta esperar
Trazes a alma esmorecida
Esquece as horas, e o tempo a passar
Deixa a vida esquecida!?

Hoje deste conta, não sabes nem uma oração
E a Vida que é para ti como urtiga
Sempre pronta a picar
Castiga-te o coração
Acalenta amor no peito, na boca a cantiga
Que os sonhos, esses hão-de chegar.

Deixa-te voar como borboleta, serena
Parte sem hora nem lugar
Solitária, segura de ti, sem pena
Que a noite não tarda, há caminho para andar.
A saudade cresce e é forte
Às vezes até tormento
Que só acaba com a morte
Num morrer, lento, lento...

E por mais que a gente queira
À saudade não dar guarida
Vive-se com ela a vida inteira
Oculta na solidão, até ao dia da partida.
Open in new window

rosafogo







Na plenitude da felicidade, cada dia é uma vida inteira.
Johann Wolfgang Von Goethe



 
Autor
rosafogo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
898
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
30 pontos
14
0
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 06/05/2010 15:44  Atualizado: 06/05/2010 15:44
 Re: Num morrer, lento,lento
Cada vez que te leio fico deslumbrada no teu mar de recordações. Uma vida cheia de memorias que gostaria de ler em livro.

Muito belo este poema.Soberbo

Levo para mim.

Beijo azulOpen in new window


Enviado por Tópico
eduardas
Publicado: 06/05/2010 16:42  Atualizado: 06/05/2010 16:42
Colaborador
Usuário desde: 19/10/2008
Localidade: Lisboa
Mensagens: 3731
 Re: Num morrer, lento,lento p/Rosa
Das tuas palavras saem palavras de memórias, que embelezam todo o poema.

é sempre e repitivo dizer, que adoro passar por aqui.

bj
Eduarda


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 06/05/2010 19:18  Atualizado: 06/05/2010 19:18
 Re: Num morrer, lento,lento
Lindo, lindo poema, que saudade tão sentida! Seu trabalho é soberbo!


Enviado por Tópico
markituh19
Publicado: 06/05/2010 20:30  Atualizado: 06/05/2010 20:30
Participativo
Usuário desde: 01/04/2010
Localidade: Setúbal
Mensagens: 15
 Re: Num morrer, lento,lento
olá adorei o seu texto principalmente a ultima quadra digna dos bons poetas.
marco gomes


Enviado por Tópico
carolcarolina
Publicado: 06/05/2010 20:33  Atualizado: 06/05/2010 20:34
Colaborador
Usuário desde: 24/01/2010
Localidade: RS/Brasil
Mensagens: 9297
 Re: Num morrer, lento,lento
Querida Rosa!

A saudade é inevitável na nossa vida.
Ou de um tempo, ou de algo ou alguém, carregamos sempre pela vida afora uma saudade, safada de doer ou boa de lembrar.
Bjinhos
♫Carol


Enviado por Tópico
Beija-Flor76
Publicado: 06/05/2010 22:07  Atualizado: 06/05/2010 22:07
Colaborador
Usuário desde: 23/02/2010
Localidade: PORTUGAL
Mensagens: 2058
 Re: Num morrer, lento,lento
Saudade tenho eu amiga quando não leio poemas seus .. são sempre belos.

Beijinho grande

Beija-flor


Enviado por Tópico
jomasipe
Publicado: 07/05/2010 08:28  Atualizado: 07/05/2010 08:28
Colaborador
Usuário desde: 28/09/2009
Localidade:
Mensagens: 1168
 Re: Num morrer, lento,lento
Muito belo este teu poema, querida amiga.
Beijinhos, JS