https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Tristeza : 

Pedra Tumular

 
Porque me prendem aqui
Neste corredor sombrio
E tu
Corpo debilitado
Que te sinto os contornos
Debaixo desse lençol sem cor ?

E os sons nas alas frias a Norte
Onde não há mais espaço para a dor
E os gritos nos cantos escuros a Sul
À espera de um pouco de luz
Onde reside o amor

È noite
Está frio
E sim, chegou o Inverno
Nesse teu gélido oscilar das mãos
E clamas por um pico de energia
Que do alto te cubra por inteiro

Esboçam nas paredes
Novos grafitis brancos desbotados
Fincam-se os corpos nas cadeiras
As mentes já robotizadas
Olhares alucinados
Almas em fileiras desarmadas
E as mãos que escondem a dor
A descansar sobre o peito

Alguns desligam-se deste mundo ignóbil
Os monitores calaram-se
E já a madrugada a retratar-se:
Nas paredes sujas
Nos olhos a reluzir na escuridão
Dos corredores frios
Nas mãos que se unem por debaixo dos lençóis
Em jeito de oração

E tu anjo débil
Esperas
Só esperas….
Que a dor se erga da pedra tumular
E baixe a tempo de te convidar a sair


Por todos os doentes que sofrem nos Hospitais...
 
Autor
ÔNIX
Autor
 
Texto
Data
Leituras
2515
Favoritos
5
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
52 pontos
12
0
5
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
AnaCoelho
Publicado: 24/10/2010 16:03  Atualizado: 24/10/2010 16:03
Colaborador
Usuário desde: 09/05/2008
Localidade: Carregado-Alenquer
Mensagens: 12081
 Re: Pedra Tumular
Arrepiante o frio que se sente, momentos em que a dor é dificil de sentir, o corpo chora e alma busca a cura.

Beijos


Enviado por Tópico
Karla Bardanza
Publicado: 24/10/2010 17:24  Atualizado: 24/10/2010 17:24
Colaborador
Usuário desde: 24/06/2007
Localidade:
Mensagens: 3491
 Re: Pedra Tumular
O tempo leva a dor, sempre leva.

Belo texto.

Beijinho

Karla B


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 24/10/2010 22:46  Atualizado: 24/10/2010 22:46
 Re: Pedra Tumular
Belíssima dedicatória a "todos os doentes que sofrem nos hospitais..."

num poema que expressa bem a sensibilidade da autora.

Um beijo

Maria


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 25/10/2010 13:50  Atualizado: 25/10/2010 13:50
 Re: Pedra Tumular
Ola Dolores.

Tu escreveste um poema Maior. Deste alma e vida ao que muitos ignoram. Conseguiste fechar-te num corpo preso com a alma prestes a partir. Somente alguem muito elevado consegue ver o invisível e sentir a dimensão deste poema. Uma verdadeira obra de arte

Beijo azul


Enviado por Tópico
Clarisse
Publicado: 26/10/2010 08:48  Atualizado: 26/10/2010 08:48
Da casa!
Usuário desde: 24/09/2009
Localidade: aqui
Mensagens: 392
 Re: Pedra Tumular
Arrepiante, é assim que classifico este poema. Triste, muito triste mas real, tal é a dor que se vive a um passo da partida. Fantástico...
Beijo,
Clarisse


Enviado por Tópico
Sterea
Publicado: 26/10/2010 16:19  Atualizado: 26/10/2010 16:19
Colaborador
Usuário desde: 20/05/2008
Localidade: Porto
Mensagens: 3397
 Re: Pedra Tumular
Passei por aqui.
E nos passos, desci o calváro,
marquei a cruz a profundidade
e morri um pouco.
Do resto que vivi,
alimentaram-se palavras mudas
(quem dera me arrancassem os olhos!),
não de nascença, mas castradas
pela garra do sofrimento.
Morrer é humano.
Viver,
às vezes,
é desumano...

Dolores, com este poema, "levaste-nos" ao averno frio de um corredor de hospital. Ou a um quarto. Minguante... ou crescente, que diferença faz!?
Magnífico - na expressividade, na eloquência.

(já tinha comentado ontem, mas o Sr. Luso roubou-me o comentário... detalhes...)

Beijinho bom!