https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Adeus Entre Sussuros

 
A saudade é a distância, não os metros, os quilometros.
Porque distância não são os metros nem o que quão longe está, mas sim o quanto inalcansável é.
É o caminho entre um olhar, entre o toque de duas mãos, entre as lágrimas que não se conhecessem umas às outras, entre os pensamentos.


A saudade é a distância, é a ausência.
A ausência das palavras, dos carinhos, dos risos, dos momentos singulares e até dos gritos, porque ao menos eles ainda dizem alguma coisa. Não é como este silêncio que tomou o lugar das palavras, que construíu esta ponte que o orgulho não deixa quebrar. E dói.


Dói ouvir este silêncio e os sussuros do relógio que leva o tempo sabendo que ele não volta e quando se for, irás com ele.


O amor permanece e é ele que torna esta saudade tão dura, tão real.


Secalhar quando fores, quando o tempo te levar, o amor permanecerá, não aumentará, mas ficará mais pesado no peito ao olhar em redor e não te ver.
Secalhar o tempo não se contentará em levar-te apenas e, para além disso, unir-se-á com a ausência e irá desvanecer o amor.


Para onde vais? Para onde é o que o tempo te levará?
- Não para o esquecimento, com certeza.


Não te quero apenas aqui, quero-te em nós. Quero que me tragas os momentos que roubámos a nós mesmos, traz-me de novo as palavras que o orgulho censurou.


Sinto-te longe e, no entanto, estás ali, tão perto de mim.
Sinto a tua falta.


Por vezes sorrio em frente para te mostrar que não és assim tão relevante, que o sol ainda me sorri.
Outras, no escuro que escondi iludindo-te com o dito sol sorridente, sentada sozinha com a saudade, a mágoa e a solidão, desejo que olhes nos meus olhos e que conhecessas as minhas lágrimas.
Mas, em vez disso, deixo-me ficar por estas palavras que nunca irás ler e deixo que o orgulho egoísta vença, torturando-me a mim mesma com os «tick-tack's» do relógio e acenando ao tempo, acenando-te a ti.


Adeus, meus amor;
Encontramo-nos nos meus sonhos.

 
Autor
Lau'Ra
Autor
 
Texto
Data
Leituras
769
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
9 pontos
1
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Ghost
Publicado: 15/07/2011 22:13  Atualizado: 15/07/2011 22:13
Colaborador
Usuário desde: 09/04/2011
Localidade: Lisboa, Portugal
Mensagens: 1822
 Re: Adeus Entre Sussuros
Boa noite.
Um belíssimo poema de saudade, de amor. Pois a suadade não é mais do que amor ausente de nós.
Adorei o poema! Está escrito com uma intensidade, de quem sente a saudade como se a respirasse.
Favorito este.
Abraços e Felicidades.