https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

É Preciso Mudar

 
Viu-se num pueril espetáculo vil,
Fisgado num traiçoeiro anzol da pescaria
Viu-se sem assunto. Fora de ponto
Viu-se como expurgo. Demiurgo da criação
Daquele cinzento céu taciturno
Viu-se um paupérrimo Netuno
A levantar ondas de boataria
Para a maioria se afogar de mar

Viu-se sem-terra, sem lar
Frente a frente à sua miséria fria
Viu-se sem rumo. Fora de prumo
Viu-se sem motivos para a redenção
Daquele ambiente soturno
Viu-se reles gatuno
A lançar ao saco as belas pratarias
De que tanto odiaria afanar

Viu-se de tal e qual jeito
Que nunca mais poderia se olhar
Enquanto vivesse essa canalhice
Viu-se em contraste à própria meninice
De tantos sonhos e encantos
De homem que se iria tornar
Agora, mesmo que não soubesse
Sabia: precisaria mudar

A. Colares
BH - 17.07.2011


Augusto Alfeu Colares

 
Autor
Augusto.Colares
 
Texto
Data
Leituras
593
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Conceição Bernardino
Publicado: 22/07/2011 16:45  Atualizado: 22/07/2011 16:45
Colaborador
Usuário desde: 22/08/2009
Localidade: Porto
Mensagens: 3332
 Re: É Preciso Mudar
sinceramente eu também acho, fantástico

abraço