https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Dois Sóis Azulinos

 
Quando meus olhos estiverem partindo
Para o horizonte que não tem mais fim,
Queria que estivesses próxima de mim,
Estrela dos olhos dois sóis azulinos!

Quando estiverem fracas minhas mãos,
E os meus sonhos meninos, desvanecidos,
Queria apertar o meu no teu coração
Num abraço longo, amigo e bonito.

Quando meus beijos ficarem feios e frios
E o meu corpo virar um fardo muito pesado
Queria morrer, metodicamente, nos teus braços,
Pedindo a Deus que seja num dia de Domingo,

Lindo, diamantino, mágico e divino;
Que alguém cuide dos meus livros preferidos;
Deixo alguns poemas como herança para meus filhos,
Algumas canções que eu fiz quando era pequenino...

Quando meus olhos estiverem partindo
Para o horizonte que não tem mais fim,
Queria que estivesses próxima de mim,
Estrela dos olhos dois sóis azulinos!


Gyl Ferrys

 
Autor
Gyl
Autor
 
Texto
Data
Leituras
561
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
6
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
varenka
Publicado: 27/07/2011 22:54  Atualizado: 27/07/2011 22:56
Colaborador
Usuário desde: 10/12/2009
Localidade:
Mensagens: 4211
 Re: Dois Sóis Azulinos
Gyl,

Fiquei triste quando li teu poesia,falas da partida.
Mas,nem pensar....Tenha a certeza que sempre vou adorar ler tuas
poesias divinas!Mil beijos da poetisa vizinha.Varenka


Enviado por Tópico
rosafogo
Publicado: 27/07/2011 23:14  Atualizado: 27/07/2011 23:14
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade:
Mensagens: 9599
 Re: Dois Sóis Azulinos
De novo por cá, para ter o prazer de partilhar e também ler os amigos que gosto de ler.
Inprescindível para mim ler teus ternos versos de amor, hoje reclinei na cadeira e fui lendo e a ternura entrou no meu peito.

Beijos da amiga, com saudade.

Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 28/07/2011 03:24  Atualizado: 28/07/2011 03:24
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9314
 Re: Dois Sóis Azulinos
Boa noite Caro poeta seu personagem gostaria de ser assistido por aquela a quem ama em sua vida cotidiana, quando da sua partida da vida materializada, desejo legitimo, parabens pelo seu magnífico poema, MJ.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 28/07/2011 13:53  Atualizado: 28/07/2011 13:53
 Re: Dois Sóis Azulinos
Ola Gyl.

Gostei tanto deste teu poema. E não foi pelos sois azulinos, mas também. Escreves muito bem poeta e dá-me sempre prazer beber desta fonte.

Beijo azulOpen in new window

Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 28/07/2011 22:47  Atualizado: 28/07/2011 22:47
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 11186
 Re: Dois Sóis Azulinos
Lindo, Gyl, num canto lírico e nostálgico.
Beijo
Nanda