Poemas : 

***Joguei ao Vento***

 
***Joguei ao Vento***

Joguei ao vento a vida joguei na vida o amor
que vivia comprimida ora em fardo ou tambor
E eu que vivia sentida chorando cheia de dor
não sentia que a vida mostrava o seu valor

Descerrei o negro véu que nublava a visão
tingi de azul o meu céu liberei a emoção
O coração num escarcéu cantava uma oração
descendo como dossel no céu em nova estação

Da vida eu quero doce jamais eu quero o fel
pra mim é como se fosse um doce e farto farnel
Na essência da erva doce minha torre de babel
transformo em agridoce as verdades em cordel

Agradeço e abençôo a plenitude da vida
sei porque não destôo minha vida tão querida
Assim então alço vôo busco no espaço guarida
onde em vales escôo a cristalina bebida

Um néctar de puros vinhos onde a pureza impera
enfeitados de azevinhos guirlanda que delibera
Os meus pequenos moinhos que sempre estão á espera
desvendando torvelinhos que um grande amor refrigera
by
***RosaMel***

 
Autor
RosaMel
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1106
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
vanriz
Publicado: 21/11/2011 01:13  Atualizado: 21/11/2011 01:13
Da casa!
Usuário desde: 19/10/2009
Localidade: São Paulo - SP
Mensagens: 437
 Re: ***Joguei ao Vento***
Um espetáculo de poema Rosa! Parabéns...
Abraço, Van.