https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

de te esquecer

 
.
.
.
.
.
.
.
.
..................................
***********************************



I

silenciou-se o silêncio que faltava,
e mesmo quando queria mar,
lembrava-se do mar chão em maio pleno de primavera,

e nem as andorinhas que circulavam em rasantes,
destapavam um sussurro, um bocejo que fosse.

Queria ir-se sem o corpo deixar,

se conseguisse seguiria pelas fases da lua
direito aos trópicos do zodiaco,

silenciou-se o silêncio,
silenciaram-se as ondulações que abraçaram o afogar do grito adormecido,
e nem o cantar das baleias naquele instante

aquecia o corpo perto da fogueira.

II

De te esquecer
pensei em tantos dias sem fim, fuga,

talvez eternizasse o silêncio, ou o destecesse
em pequenas missangas vermelhas pelos corais onde adormeciamos

nas noites, e exclamávamos daqueles fogos de artificio
que tudo iluminavam.

Cansa-me o respirar, e os sons que tatuam a minha boca,
fogem quando os ventos norte sopram,

quão distantes os ventos norte,
quão distante sou hoje dos ventos todos.


"Floriram por engano as rosas bravas
No inverno:veio o vento desfolha las..."
(Camilo Pessanha)

http://ricardopocinho.blogspot.com/







...
[do ciclo dos ventos, das primaveras, de mim, talvez de ti]

 
Autor
Transversal
 
Texto
Data
Leituras
745
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
20 pontos
12
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
VCruz
Publicado: 08/05/2012 13:41  Atualizado: 08/05/2012 13:45
Colaborador
Usuário desde: 08/06/2011
Localidade:
Mensagens: 679
 Re: de te esquecer
Estou aos poucos indo de mim, mudando para um lugar onde todas as coisas, ainda, não foram nominadas...
"Cansa-me o respirar, e os sons que tatuam a minha boca,
fogem quando os ventos norte sopram,"
E...os ventos sopram forte como se soubessem que as minhas velas, todas, inclusive as rotas precisam de impulso...indo ao longe de mim, desatando os nós que fomos "nós"...somem as amarras embaraçadas nas vagas das lembranças e uma gaivota com sua toada triste anuncia que preciso mirar o horizonte...
O sol está se pondo e o meu dia ainda nem amanheceu...

Estimado poeta, tuas letras são um convite...perdoe-me se não resisto a destoar as minhas canções de lira desafinada na tua página, mas, maior que eu é essa vontade.
Obrigada.

V.


Enviado por Tópico
Felisbela
Publicado: 08/05/2012 14:38  Atualizado: 08/05/2012 14:38
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2011
Localidade:
Mensagens: 2207
 Re: de te esquecer
Esses ventos irão trazer novamente a primavera...um dia!

Que lindo Transversal!

Obrigada por partilhar connosco!

Parabéns!

Abraço poético

Felisbela


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 08/05/2012 14:45  Atualizado: 08/05/2012 14:45
 Re: de te esquecer
de um esquecer que me dói porque te dói.

por isso adio as palavras

S orriso triste


Enviado por Tópico
jessicaseventeen
Publicado: 08/05/2012 16:05  Atualizado: 08/05/2012 16:05
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2011
Localidade: Coimbra, Portugal
Mensagens: 920
 Re: de te esquecer
Eu não o esqueço nunca
Por isso venho
E adoro sempre

Beijinhos *

Jessica


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 09/05/2012 00:41  Atualizado: 09/05/2012 00:41
 Re: de te esquecer
"silenciou-se o silêncio,
silenciaram-se as ondulações que abraçaram o afogar do grito adormecido,
e nem o cantar das baleias naquele instante"


Quando o silêncio silencia... o grito também morre...no cansado respirar que cessa...tentando fugir, para (te) esquecer.

Gostei demais caro amigo Transversal e divaguei...

Meus parabéns e obrigada pelo deleite.

Um abraço.

ALICE


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 10/05/2012 01:13  Atualizado: 10/05/2012 01:13
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: de te esquecer
Vivo de ler essas imensidões de
sua poesia. Há algo em cada uma delas
que acolhe minha alma. Coisa linda de se ler.
Daqui obrigada. bjs