https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Quando Disseste... Não.

 
Nasce mais um novo dia em raias sanguíneas
A noite, agonizante, dá um suspiro e morre
O astro-rei num dia o mundo todo percorre
Atrelado a corcéis impacientes de ventas igneas.

O vento desavergonhado beija as flores e corre
Depois vai pastoreando as fofas nuvens níveas
O rio diamantino, como que se estivesse de porre,
Vai deslizando em trajetórias um tanto curvilíneas.

Despertos estão os mais de mil pássaros cantores
Porém tudo é transtorno para o meu pobre coração
Que pulsa dolorido quando eu quase morri de amores

Quando te vi escorrer feito líquido entre os dedos da mão
No momento crucial quando me afligiam coquetéis de dores,
Naquele dia de raias sanguíneas quando me disseste... Não!


Gyl Ferrys

 
Autor
Gyl
Autor
 
Texto
Data
Leituras
837
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
14 pontos
12
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Felisbela
Publicado: 19/08/2012 14:18  Atualizado: 19/08/2012 14:18
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2011
Localidade:
Mensagens: 2207
 Re: Quando Disseste... Não.
Ai ai ai...de porre só queremos os nossos sentidos...e os meus ficaram embevecidos perante a beleza da sua escrita...

Obrigada por partilhar connosco e parabéns!

Beijos mil Gyl!

Felisbela


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 19/08/2012 14:26  Atualizado: 19/08/2012 14:26
 Re: Quando Disseste... Não.
Um poema triste face à desilusão no fim de uma relação...e que deu origem a um belo cantar aqui partilhado.
Abraços
Luzia


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 19/08/2012 21:19  Atualizado: 19/08/2012 21:19
 Re: Quando Disseste... Não.
Triste ? sim...e muito....Belo? não...Excelente...supera o belo.Adorei ler.Parabéns!!


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 19/08/2012 21:48  Atualizado: 19/08/2012 21:49
 Re: Quando Disseste... Não.
Ola Gyl


Depois das minhas entradas e saídas deste site é a primeira vez que te comento mas não a que te leio.


Um belo poema de amor/ desengano. Um poema como sempre muito bem construído e com excelentes imagens poéticas!



Foi um prazer passar na tua pagina


Beijo azul


Enviado por Tópico
arfemo
Publicado: 19/08/2012 22:44  Atualizado: 19/08/2012 22:44
Colaborador
Usuário desde: 19/04/2009
Localidade:
Mensagens: 4812
 Re: Quando Disseste... Não.
Olá Gyl,

Um poema que tem a tua matriz: magníficas imagens, desbordante imaginação, equilíbrio formal

abraço daqui

arlindo


Enviado por Tópico
MarySSantos
Publicado: 03/12/2014 21:14  Atualizado: 03/12/2014 21:14
Luso de Ouro
Usuário desde: 06/06/2012
Localidade: Macapá/Amapá - Brasil
Mensagens: 5279
 Re: Quando Disseste... Não.
Gostei muito Gyl. Seus poemas são verdadeiras odes.

Beijos