https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

DE LONGE

 
Tags:  amor    Voyeur    Mulher Desejo  
 
DE LONGE

Apesar das incertezas que se infiltram e ficam
Insisto no meu cantar de amor
Nem que seja nos fundos musicais
Dos meus olhos fechados ao mundo
E assim vou te amando perdidamente
Sonhos e sonhos povoam meu dia-a-dia.

Ver-te? Não sei. Não sei!
De tanto desejar, desejo o desejo
Sou um voyeur do meu amor
E a vejo linda como capa de revista
E a vejo carinhosa como uma balzaquiana apaixonada
E a vejo terna como uma mãe recém-nascida

E a vejo nua e pura como o um índio (antes da cruz).
E te sinto.
Sua presença é um corpo de mulher.

 
Autor
AntonioRoqueRocha
 
Texto
Data
Leituras
551
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Avozita
Publicado: 14/09/2012 16:00  Atualizado: 14/09/2012 16:00
Colaborador
Usuário desde: 08/07/2009
Localidade: Casal de Cambra - Lisboa
Mensagens: 4531
 Re: DE LONGE
Olá António,

Um bonito poema de amor, que gostei de ler.

Beijo
Antonieta


Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 14/09/2012 20:11  Atualizado: 14/09/2012 20:11
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16048
 Re: DE LONGE
Lindo poema de amor!
Parabéns Poeta!
Bjos!
Open in new window