https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

A farda

 
A farda

Um militar era um mito.
Em continência, a mão direita
levava, à pala do seu boné,
numa postura perfeita.
Tempos bons da juventude
que toda a mocinha adorava.
Faziam-lhes <pé de alferes>,
como dantes se chamava.
Com orgulho namoravam
aqueles homens fardados
que brilhavam, reluziam
nos lindos botões dourados.
Na Academia, abri um baile
com um primo meu, militar.
O vestido cor de rosa Palmas
e palmas. E eu a corar, a corar!
Momentos inesquecíveis
que gostamos recordar.
Porque, ver fardas é raro
esquecemos a nossa história
de lutadores, marinheiros
que são a nossa glória.
Nas festas de circunstância,
lindos, certinhos a marchar.
Saem da naftalina as fardas.
Momento de as recordar.
É pena ver-se perder
outras tantas, costumeiras.
Tudo preço da evolução.
E cada vez há mais asneiras.

Vólena

 
Autor
Volena
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1336
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
velhopescador
Publicado: 30/05/2013 17:07  Atualizado: 30/05/2013 17:07
Colaborador
Usuário desde: 01/03/2013
Localidade: Marília-SP Brasil
Mensagens: 1098
 Re: A farda
E, a dignidade delas,
que eles, orgulhosamente ostentavam
perderam-se com o tempo
nossos herois acabaram?

Saudades de um tempo tão bom,
com homens sérios e leais
hoje, há crianças sen dons
que adultos, não serão jamais

Abraço
><>