https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

A MULHER DE VESTIDO BRANCO

 
Cala-te um altar florido, cala-te tua própria voz
Diante de um tempo, teu passado te cospe a dor
E teu vestido esconde tua dor, teus novos medos
Atento o presente branco vai esculpindo teu corpo

Enquanto dura, o vento balança teu vestido no meu rosto
E teu vestido branco escreve a poesia do teu corpo
E veste teus desejos, nossos imortais desejos e encantos
O vento pára e cai o teu vestido branco em minha pele

Teu corpo e teu vestido se misturam em minha alma e acalmam
E no silêncio das bocas calam e num só calor se fundem em arte
E a sorte de quem ama veste branco, quem sabe as vozes revelam

Teus segredos infinitos que se escondiam em ti, enfim te deixam
E uma gaveta qualquer guarda teu vestido branco, na minha cidade
Rua onde volto sempre e desnudo a saudade, procurando por ti








José Veríssimo

 
Autor
veríssimo
 
Texto
Data
Leituras
3451
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
20 pontos
4
0
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/02/2014 09:49  Atualizado: 11/02/2014 09:49
 Re: A MULHER DE VESTIDO BRANCO
*
'um amor e um vestido'...
Imagens poéticas perfeitas...sensoriais e amorosas.
Beijoka*


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 13/02/2014 01:22  Atualizado: 13/02/2014 01:22
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: A MULHER DE VESTIDO BRANCO
Meu parceiro e querido.
gosto do perfume das asas que passeiam
nesse poema nu.
a pele? mero gracejo do branco que orna
o pensamento... de quem te gosta.