https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Lua morena

 



Havia um quarto crescente

Que a tristeza dos olhos mentia

E lençóis nos lábios de cetim


Lua incandescente e quase nua


Havia do amor um lado crente

Que o outro lado também sentia

Desejo de abraços sem ter fim


Lua incandescente e quase nua


Viagens de naves - caravelas

Em todas as viagens singelas

vaga-lume aceso no teu sorriso


Lua incandescente e quase nua


Tempo do teu tempo preciso

Quarto de luz despido nas janelas


Lua morena ao fundo da minha rua


O meu verdadeiro nome é José Ilídio Torres. É com ele que assino os meus livros.
Já publiquei 10 obras em géneros diversos: crónica, romance, conto e poesia.
Foi em 2007, aqui no Luso, que mostrei pela primeira vez.

 
Autor
SilvaRamos
 
Texto
Data
Leituras
753
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
15 pontos
3
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 30/04/2014 18:09  Atualizado: 30/04/2014 18:09
 Re: Lua morena
Sem duvida um belo poema apreciei muito

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 30/04/2014 18:20  Atualizado: 30/04/2014 18:20
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16270
 Re: Lua morena
Poeta
Apreciei a leitura! Beijos!
Janna

Enviado por Tópico
HelenDeRose
Publicado: 30/04/2014 20:08  Atualizado: 30/04/2014 20:08
Usuário desde: 06/08/2009
Localidade: Sorocaba - SP - Brasil
Mensagens: 2092
 Re: Lua morena
As lunações são mesmo encantadoras...e os seus versos conseguem dizer desta magia tão presente todos os dias, todas as noites.

Encantador.

Boa tarde, Silva Ramos.